Blog Widget by LinkWithin

2008-08-31

Liga Sagres: 2ª. Jornada

Segunda Jornada
29 Ago 20:30
Belenenses
2-2Paços de Ferreira
30 Ago 20:45Benfica1-1FC Porto
31 Ago 16:00
Nacional2-1Naval 1º. de Maio
31 Ago 16:00Académica 1-0Rio Ave
31 Ago 16:00Trofense1-2Leixões
31 Ago 18:00Vitória de Setúbal1-0
Estrela da Amadora
01 Set 19:15Marítimo-
Vitória de Guimarães
01 Set 21:15Sp. de Braga-
Sporting

No grande jogo da Jornada o Benfica não perdeu, apesar das vicissitudes negativas do jogo que lhe aconteceram, e o Porto (naturalmente) não ganhou apesar de estar mais de 20 minutos a jogar contra dez (objectivamente) mas na realidade contra oito e meio, tamanhos os problemas físicos de Yebda, Di Maria e Carlos Martins... Parece, assim que o Benfica está menos fraco (mas ainda insuficiente) e o Porto menos forte, mas ainda assim suficiente para empatar fora na Luz.

Amanhã joga-se o Braga-Sporting e quem vencer, se alguém vencer, junta-se ao Nacional no comando da classificação e com 4 pontos de avanço sobre o Benfica e dois sobre o Porto. Na verdade, o Nacional depois de ganhar em Matosinhos na jornada inaugural, venceu agora em casa a Naval por 2-1 só com todos os golos na segunda parte (1-0 Mateus 47', 2-0 Alonso 51'; 2-1 Paulão 69').

No primeiro jogo da jornada, disputado já na 6ª. feira, o Belenenses esteve a vencer por 1-0 mas livrou-se da derrota em tempos de desconto, tendo que se contentar em festejar um empate (golos de 1-0 José Pedro 22'; 1-2 William (2) 73' e 90+1', 2-2 Rodrigo Arroz 90+4') .

O factor casa prevaleceu nos jogos Vitória de Setúbal- Estrela da Amadora e Académica-Rio Ave. vitórias seladas com golos únicos, o Setúbal mal o jogo tinha começado (Mateus 2'), a Académica aos 22' por Garcês.

Para o Trofense nem o factor casa lhe valeu e foi derrotado pelo Leixões que chegou a estar a ganhar por 2-0 (Wesley aos 22', Zé Manuel aos 61'), tenho a equipa da casa reduzido aos 67' por Ricardo Nascimento mas sem ganhar embalagem para chegar ao empate. O Trofense é já a única equipa que ainda não pontuou ao fim de dois jogos, podendo acontecer o mesmo ao Marítimo se perder o jogo de amanhã, em casa frente ao Vitória de Guimarães.

Entretanto o campeonato sofre já a sua primeira interrupção e bem longa retomando no fim de semana de 21 de Setembro, com um Paços de Ferreira-Benfica e um Rio Ave-Porto, enquanto o Sporting recebe o Belenenses. Já dará para fazer comparações relativas entre os grandes, porque o Benfica já empatou em Vila do Conde e o Porto derrotou por 2-0 o Belenenses.

LugarClubePontosGolos
1.Nacional
65-2
2.FC Porto43-1
2.Vitória de Setúbal4
2-1
4.Sporting (*)
33-1
4.Sp. de Braga (*)
3
2-0
4.Estrela da Amadora3
1-1
4.Naval 1º. de Maio
3
2-2
4.Académica 31-1
4.Leixões
33-4
10.Benfica
22-2
11.Vit. de Guimarães(*)
1
1-1
11.Rio Ave
11-2
11.Belenenses 12-4
11.Paços de Ferreira12-4
15.Marítimo (*)
0
0-1
15.Trofense 02-5

(*) Amanhã completam a 2ª. Jornada pelo que a classificação destas equipas respeita apenas a um jogo disputado

Terceira Jornada - fim de semana de 21/9

Académica-
Vit. de Setúbal

Estrela da Amadora-
Marítimo

Vit. de Guimarães-
Nacional

Naval 1º. de Maio -
Trofense

Leixões-
Sp. de Braga

Sporting-
Belenenses

Paços de Ferreira
-
Benfica

Rio Ave-
FC Porto

Read More...

Inverno - Francisca Júlia


Winter in het dorp (Winter in the village) by Willem Maris (1844-110)

Outrora, quanta vida e amor nestas formosas
ribas! Quão verde e fresca esta planície, quando,
debatendo-se no ar, os pássaros, em bando,
o ar enchiam de sons e queixas misteriosas!

Tudo era vida e amor. As árvores copiosas
mexiam-se, de manso, ao resfôlego brando
da brisa que passava em tudo derramando
o perfume subtil dos cravos e das rosas...

Mas veio o Inverno; e vida e amor foram-se em breve...
O ar se encheu de rumor e de uivos desolados...
As árvores do campo, enroupadas de neve,

sob o látego atroz da invernia, que corta,
são esqueletos que, de braços levantados,
vão pedindo socorro à primavera morta.

FRANCISCA JÚLIA da Silva Münster nasceu em Xiririca, hoje Eldorado (SP) a 31 de Agosto de 1871 e faleceu em São Paulo a 1 de Novembro de 1920. Professora e poetisa, a sua obra é o mais acabado exemplo de parnasianismo: impassibilidade, desinteresse pelo mundo interior, esmero da linguagem, busca de precisão, rigor da métrica, rimas ricas e raras, procura de achados formais; a sua poesia descritiva, paisagística e naturista, eivada de um certo panteísmo, era objectiva, nítida e fria. Agripino Grieco classificou-a mordazmente como «uma groenlandesa extraviada nos trópicos». Quando casou, em 1909, abandonou praticamente toda a actividade literária, mas crente em doutrinas esotéricas e possuída de um pensamento místico, evoluía para um simbolismo melancólico. Morreu, em circunstâncias pouco claras, no próprio dia em que o marido ia a enterrar. Excessiva dose de narcótico? Voluntária ou acidental?


Soneto e Nota biobliográfica extraídos de «A Circulatura do Quadrado - Alguns dos Mais Belos Sonetos de Poetas cuja Mátria é a Língua Portuguesa. Introdução, coordenação e notas de António Ruivo Mouzinho. Edições Unicepe - Cooperativa Livreira de Estudantes do Porto, 2004.

Read More...

Blog Day

Blog Day 2008

«BlogDay foi criado na convicção de que os bloggers deverão ter um dia dedicado ao conhecimento de novos blogs, de outros países ou áreas de interesse. Nesse dia os bloggers recomendarão novos blogs aos seus visitantes».

Sendo assim, aí vão as propostas de Nothingandall:
Charquinho (Imagens)
Chafarica
O Observador
Universo Anárquico
Blog do Valter Poeta

Read More...

2008-08-30

Empate em golos, não em jogadores ...

FC Porto logo

Benfica

1-1

FC Porto


O Benfica começou o jogo com boa dinâmica mas aos 10' estava a perder com um penalty assinalado por Jorge de Sousa, árbitro do Porto, por agarrão de Katsouranis (que viu o cartão amarelo) a Lucho ... que concretizou o golo.

Depois foi um Porto defensivo e compacto a fazer ene faltas, umas marcadas e outras não. Aos 18 o remate de Reyes é salvo para canto e na sequência deste Lisandro salva em cima da linha o empate após remate insuficiente de Pablo Aimar.

Aos 41' Lisandro desmarca-se nas costas de Luisão após abertura de Lucho e de ângulo difícil rematou cruzado rasteiro, com a bola a bater no (segundo) poste.

Uma primeira parte de muita intensidade que dava perspectivas de bom jogo e em que o Porto demonstrara um sentido colectivo mais apurado.

No recomeço apareceu Guarín em vez de Tomás Costa que teve muitas dificuldades.e aos 49' ofereceu o golo a Lisandro que teve uma grande perdida. Antes já Pablo Aimar se lesionara numa corrida a evitar que a bola transpusesse a linha de fundo tendo sido substituído por Nuno Gomes. Uma insistência de Yebda na esquerda acabou com um cruzamento/remate que Helton não desfez ao dar um toque para a frente, aproveitando Cardozo para de cabeça fazer o empate, embora a bola não tenha chegado às malhas por corte de um defesa portista mas já dentro da baliza. Pareceria que o jogo tomaria outro rumo agora com as equipas empatadas, mas de novo o Porto ficou logo por cima quando dois minutos após o empate Katsouranis foi expulso por segundo cartão amarelo. Aos 68', depois de vários minutos a pedir a substituição, Léo teve também de sair lesionado.

Aliás não se percebeu a lentidão do banco do Benfica na reacção à expulsão de Katsouranis (entrou Sidnei saindo Cardozo seis minutos depois da expulsão) e na substituição de Léo (a jogar muitos minutos em inferioridade). Aí entrou Ruben Amorim para a direita, passando Maxi Pereira para a esquerda. Jesualdo após a superioridade numérica apostou em Hulk mas o Porto não soube ganhar o jogo.

Nos últimos 20 minutos de jogo o Benfica foi literalmente uma equipa de «coxos». Yebda pediu uma substituição que já não se podia processar, Di Maria estatelou-se no chão, Reyes já não podia correr. Enfim... para além das vicissitudes do jogo, todas desfavoráveis aos encarnados (penalty, expulsão, dois jogadores substituídos por lesão), acontecia ainda os sinais visíveis de uma equipa mal preparada fisicamente.

O jogo caiu drasticamente com o Porto em superioridade a não saber ganhar, a falhar passes e o Benfica incapaz de fazer qualquer coisa a não ser segurar o empate.

Nada de bom se augura para este Benfica. Quique demonstrou muita lentidão nas respostas aos incidentes do jogo, a equipa está mal preparada fisicamente, Aimar e Reyes não jogaram praticamente nada (e são os craques que «trouxe»), o treinador ainda não percebeu que Katsouranis a central não pode ser a «regra» para além de perder um bom jogador no meio campo. Quando a equipa (eventualmente) estiver preparada, pode ter já a época perdida, face à exigente parte inicial da época e à eliminatória com o Nápoles. O Porto está pior do que o ano passado. Helton falhou, sem Quaresma, Bosingwa e Paulo Assunção, o Porto vive de Lucho e Lisandro. Christian Rodriguez sentiu o ambiente.

A arbitragem no penalty e na expulsão (logo a seguir ao empate) decidiu como devia; deixou muitos avisos a jogadores nos cantos contra o Benfica, quase a anunciar alguma decisão drástica (caso fosse preciso!). Porém, gostava de ouvir os comentários se os lances tivessem sido ao contrário; um lance de Raúl Meireles sobre Di Maria aos 31' a acontecer na área encarnada teria dado outro penalty. Não admira que com este árbitro em seis jogos da época passada o Benfica só tenha ganho um!

Estádio da Luz, em Lisboa
Árbitro: Jorge Sousa (Porto)

BENFICA – Quim; Maxi Pereira, Luisão, Katsouranis e Léo (Ruben Amorim, 68 m); Reyes, Carlos Martins, Yebda e Di Maria; Aimar (Nuno Gomes, 48 m) e Cardozo (Sidnei, 65 m).

FC PORTO – Helton; Sapunaru, Rolando, Bruno Alves e Fucile; Tomás Costa (Guarin, 46 m), Fernando (Hulk, 61 m) e Raul Meireles (Candeias, 82 m); Lucho Gonzalez, Lisandro e Cristian Rodriguez.

Golos: 0-1, Lucho Gonzalez (10 m, de grande penalidade); 1-1, Cardozo (55 m).

Cartão amarelo a Katsouranis, Sapunaru, Fernando, Cristian Rodriguez, Cardozo, Lucho Gonzalez, Lisandro e Nuno Gomes.

Cartão vermelho (segundo amarelo) a Katsouranis (58 m).

Read More...

International Day of the Disappeared

photo from here

The International Day of the Disappeared on August 30 is an annual commemoration day created to draw attention to the fate of individuals imprisoned at places and under poor conditions unknown to their relatives and/or legal representatives.

The observance of the International Day of the Disappeared was started by the Latin American Federation of Association of Relatives of the Detained and Disappeared (Federación Latinoamericana de Asociaciones de Familiares de Detenidos-Desaparecidos, or FEDEFAM) based in Costa Rica, in 1982. The tradition has been adopted by many human rights advocates worldwide.

The UN General Assembly adopted the International Convention for the Protection of all persons from Enforced Disappearances. Fifty-seven countries have signed the convention. For it to be enforced, it should be ratified as well by the legislatures of at least 20 countries.

The Convention defines "enforced disappearance" as "the arrest, detention, abduction or any other form of deprivation of liberty by agents of the State or by persons or groups of persons acting with the authorization, support or acquiescence of the State, followed by a refusal to acknowledge the deprivation of liberty or by concealment of the fate or whereabouts of the disappeared person, which place such a person outside the protection of the law."

Article 1 of the Convention states that:

"No exceptional circumstances whatsoever, whether a state of war or a threat of war, internal political instability or any other public emergency, may be invoked as a justification for enforced disappearance."

The Convention obliges State parties to enact legislations criminalizing enforced disappearance. It states that no exceptional circumstances whatsoever, whether a state of war or a threat of war, internal political instability or any other public emergency, may be invoked as a justification for enforced disappearance.

The Convention also deems the widespread or systematic practice of enforced disappearance as a crime against humanity.

On August 30 2008 different events are organised by the families of victims all over the world to commemorate the disappeared. On this day, the iCAED calls on governments to sign and ratify the Convention.

Read More...

Happy birthday Cameron Diaz

Cameron Diaz high resolution wallpaper

Read More...

2008-08-29

The World's 100 Most Powerful Women

Do you know them? I confess I haven't heard some of these names. Other, I couldn't say what they do. I must conclude that my knowledge about powerful women is weak... unfortunately.

The Forbs' «annual ranking of the most powerful women in the world measures "power" as a composite of public profile--calculated using press mentions--and financial heft. The economic component of the ranking considers job title and past career accomplishments, as well as the amount of money the woman controls».

For the third year running Germany's chancellor, Angela Merkel, is the world's most powerful woman.

The top 10 is:

Angela Merkel (Chancellor Germany)
Sheila C. Bair (Chairman, Federal Deposit Insurance Corp, U.S.A.)
Indra K. Nooyi (Chaiman, Chief Executive, Pepsi Co, U.S.A.)
Angela Braly (Chief Executive, president, WellPoint, U.S.A.)
Cynthia Carroll (Chief Executive, Anglo American, United Kingdom)
Irene B. Rosenfeld (Chairman, Chief Executive, Kraft Foods, U.S.A.)
Condoleezza Rice (Secretary of State, USA)
Ho Ching (Chief Executive, Temasek Holdings, Singapore)
Anne Lauvergeon (Chief Executive, Arevna, France)
Anne Mulcahy (Chaiman, Chief Executive, Xerox Corp., U.S.A.)

By country Portugal has noone in the top 100. United States has 60% of the 100 most powerful women in the world, United Kingdom 5, China 4, France, India, Netherlands 3.

Other conclusion is: any supermodel is listed ... Ah ah ah ... the motive because you don't see any photo in this post.

Read More...

UEFA CUP: Difícil tarefa para os portugueses. Quantos vão ficar? Um, dois...

Benfica - NapoliPortsmouth - Vit. de Guimara~esVitória de Setúbal - HeerenveenMarítimo - ValenciaSp. de Braga-Artmedia

Read More...

Prémio Dardos: Nothingandall laureado pel'A Minha Matilde & Ca.


Recebi este prémio do Blog A Minha Matilde & Ca., o que agradeço reconhecidamente. Agora cumpre-me a obrigação de nomear os meus premiados porque «este prémio, por tradição, deve seguir para mais 13 Bloguistas, que se pretende homenagear; pela criatividade, inteligência e cultura...».

Assim «reparte-se» este prémio pelos seguintes blogs (alguns de permanente referência aqui, outros respeitantes a «descobertas» recentes):


A Minha Sanzala
Just Feelings
De Abril em diante
Only God can judge me
Pura Coincidência
Lugar do real, do simbólico e do imaginário
Cultura Nordestina
Falares
Encanto de Renascer
Eu Sei que Vou te Amar
Corta Fitas
Poemas de Amor e Dor
Camane4ever

Read More...

Querer - Manuel Machado


Tua boca rubra e fresca
beijo, e a sede não se apaga:
que em cada beijo quisera
beber toda a tua alma.

Enamorei-me de ti;
e é doença tão má
que dizem os que se amam
que nem com a morte acaba.

Ponho-me louco se escuto
o rumor da tua saia;
e o roçar da tua mão
dá-me vida e depois mata-me.

Eu quisera ser o ar
que toda inteira te abraça;
eu quisera ser o sangue
que corre em tuas entranhas.

São as linhas do teu corpo
modelo das minhas ânsias,
o caminho dos meus beijos
e o íman do meu olhar.

Sinto, ao cingir tua cinta,
uma dúvida que mata:
quisera ter, num abraço,
todo o teu corpo e tua alma.

Estou doente de ti;
da cura não tenho esperança:
na sede deste amor louco
és minha sede e minha água.

Maldito seja o momento
em que entrei em tua casa,
em que vi teus olhos negros,
beijei-te a boca escarlate.

Maldita seja esta sede,
maldita seja esta água!..
Maldito seja o veneno
que envenena e que não mata!

in Antologia da Poesia Espanhola Contemporânea, selecção e tradução de José Bento - Documenta Poética, Assírio & Alvim

Manuel Machado y Ruiz (n. Seville, 29 Ago 1874; m. Madrid, 19 Jan 1947)

Do mesmo autor ler neste blog Seguiriytas Ciganas,; La Toná de la Frágua (Seguiriyas Gitanas)

Read More...

Michael Jackson 50 years old

Michael Joseph Jackson was born on August 29, 1958, in Gary, Indiana


Michael Jackson - You Are Not Alone

Read More...

2008-08-28

Champions League - Group Stage Draw


Group AGroup B Group CGroup D
ChelseaInterBarcelonaLiverpool
RomeBremenSportingPSV
BordeauxPanathinaikosBaselMarseille
CFRAnorthosisShaktarAt. Madrid
Group EGroup FGroup GGroup H
M. United LyonArsenalR. Madrid
VillarrealBayernPortoJuventus
CelticSteauaFenerbahceZenit
AaB FiorentinaD. KyivBate

Read More...

Dário de Um Sonho (IV) - Hermes Fontes

Teia (foto daqui)

É de outro artista — não me lembra o nome —
que o Poeta, no seu sonho de arte, é alguém
à parte... É como a aranha, que consome
todo o tempo, na rede a que se atém.

E, alheio ao próprio tempo, que carcome
o brilho às cousas, séculos além,
eu ia — aranha — superior à fome
e à sede, e, aranha, me sentia bem...

Na solidão, como num canto escuro,
tecia a teia rósea do Futuro,
quando me entraste, a rir, tonta de sol...

E, de então, sem te ver (e ver-te é raro!),
não sei tecer... só sei tecer no claro,
não sei tecer sem ti meu aranhol...

Hermes Floro Bartolomeu Martins de Araújo Fontes (n. em Boquim, Sergipe, a 28 de Ago 1888; m. no Rio de Janeiro (suicidio) a 25 Dez 1930).

Ler do mesmo autor: Mãe; Solenemente

Read More...

2008-08-27

Não foi roubo de igreja, foi roubo de catedral !!

Este não é um artigo sobre futebol. Este é um artigo sobre bandidagem e usurpação de poder!

Perguntem a um qualquer cidadão da Europa (que não seja português) se sabe pronunciar Guimarães e se sabem que existe um clube de futebol português com esse nome. Perguntem se sabe onde fica Basileia e sobre o poder financeiro da Suiça. Sabem ainda onde fica o «quartel general» da Uefa?

Agora digam porque razão as «regras do jogo» impostas pela Uefa / Fifa ou seja pelos senhores todos poderosos não permitem (e persistem em não querer permitir) que haja meios electrónicos de controlo na arbitragem do futebol.

Em era de avançadas tecnologias, de satélites, GPS, sofisticados telescópios, potentes lentes, raios laser, reproduções genética, clonagem, etc... porque razão persistem em deixar as decisões , que valem milhões, a um «boneco» com um pau que levanta ou deixa de levantar consoante a sua vontade? Introduzem técnicas para os «palhaços» poderem rir à vontade entre si, mas não permitem que essas técnicas (ou outras) sejam utilizadas para corrigir as suas decisões. É o «circo» do poder!...

Simplesmente porque assim esse «boneco» pode decidir que não é o Guimarães - um clube que nem sabia que existia - a receber seis milhões de euros e atribuí-lo à capital do mundo financeiro.... Tão simples quanto isto!

No próximo fim de semana há mais...


Read More...

Minha vida - Gilberto Amado

Vai minha vida nas asas do perigo.
Minha vida profusa, diferente,
Com o seu povo de surpresas
Com os seus guias de sempre,
O Imprevisto e o Extraordinário.
Alegre mas arfante, sadia mas fantástica.
Minha vida, que desenho curioso,
Aberta ao arrepio da corrente,
Em abruptas arestas de contrastes!
Longe da estrada comum onde mora o Possível,
E onde o Fácil brinca triunfante com o Normal.
E sobretudo longe do vale da Paz!

O Imprevisto, o Extraordinário,
Esses filhos ricos do Destino,
A tomaram consigo e a arrebataram
No seu louco saltar e nas suas correrias
Para um mundo de abismos.
Viver é seguir, continuar, geometria plana, linha reta.
Eu ao contrário me puseram num espaço de turbilhão,
Num sistema de prismas e de polígonos,
Num esquema de relâmpagos.
Cada minuto, cada ponto, na linha da minha existência
Pode ser um milagre ou um desastre, uma estrela
ou um precipício.
Não será o ponto que deve ser, direito, no seu lugar,
Não será o minuto cotidiano do relógio,
O minuto que eu quisera . . .
É um minuto de túmidos relevos,
Ou de côncavos rebojos.
Ou erguido demais
Ou cavado bem fundo.
Ora réstia de lâmpadas divinas,
Ora hálito de pântanos imundos.

Ó minuto, eu quero parar.
Amigos meus, e meus algozes
- Imprevisto, Extraordinário...
Quero silêncio, quero norma.
Deixai-me construir a minha casa
À beira do rio Regular,
Na rua do Relativo,
Na vizinhança do Conforme,
Sobretudo à sombra da árvore plausível "do que se espera".

Gilberto de Lima Azevedo Souza Ferreira Amado de Faria (n. a 7 de Maio de 1887 em Estância, Sergipe, Brasil; m. em 27 de Agosto de 1969 no Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil)

Read More...

Os campeões não se fazem por acaso - Há um ano Nélson Évora sagrava-se campeão do Mundo


O atleta português campeão olímpico e benfiquista Nélson Évora há um ano (27 Agosto de 2007) sagrou-se campeão do mundo no triplo salto, nos 11ºs Campeonatos Mundias de Atletismo que decorreram em Osaka, Japão, ao saltar 17,74 metros.

Nelson Évora, de 23 anos, bateu então o recorde nacional de 17,51 m que fora estabelecido em 21 de Julho de 2007, e superiorizou-se a toda a concorrência.

A medalha de prata ficou para o brasileiro Jadel Gregorio (17,59 metros) e a de bronze para o norte-americano Walter Davis (17,33 metros), anterior campeão mundial.

Os campeões não se fazem por acaso e Nélson Évora demonstra que se dá bem com os ares orientais. Depois de Osaka há um ano sagrou-se há dias em Pequim campeão olímpico com 16,65 m ou seja 9 cm menos do que a marca conseguida nos campeonatos do Mundo.

Depois do Japão e da China, pois bem marquem agora a próxima prova de nível internacional para a Coreia... ah ah ah!

Read More...

Canção de Bodas - Lope de Vega

Amendoeira em flor (foto daqui)
Que te felicitem
o maio garrido,
os alegres campos,
as fontes, os rios.
Ergam as cabeças
amieiros finos,
e com novos frutos
amendoeiras lindas.
Lancem as manhãs,
depois do rocio,
em espadas verdes
guarnição de lírios.
Subam os rebanhos
pelo monte acima
que a neve cobriu,
a pastar tomilhos

Trad. José Bento in Rosa do Mundo, 2001 Poemas para o Futuro, Assírio & Alvim

Lope de Vega
[Félix Lope de Vega y Carpio or Lope Félix de Vega Carpio] (n. em Madrid a 25 Nov 1562 - m. em 27 Ago 1635).

Ler do mesmo autor neste blog: No Vale de Fuenteovejuna e Soneto

Read More...

2008-08-26

Ensinar Matemática

Actividades de Substituição: Ensinar Matemática Divertindo é uma interessante proposta editorial da colecção Ficheiros Pedagógicos das Edições Asa. Os jovens autores: Artur Moura, Sílvia Semana e Paula Sousa fornecem material de qualidade para as actividades de substituição de Matemática, apresentando uma grande variedade de propostas de trabalho, organizadas de forma a facilitar o máximo possível a tarefa do professor.

«É um auxiliar imprescindível para todas as aulas que nascem dos acasos da vida… e para as outras também.»

Num tempo em que as dificuldades na Matemática são grandes este livro constitui uma lufada de ar fresco proposta por professores, alunos há bem pouco tempo, e dirigida a professores, encarregados de educação ou outros agentes interessados na Matemática.

Read More...

SONETO XXXI - Reis Quita


Quando em meu desvelado pensamento
O teu formoso gesto se afigura,
Não sei que afecto sinto, ou que ternura,
Que a toda esta alma dá contentamento.

Ali fico num largo esquecimento,
Contemplando na minha conjectura
De teu sereno rosto a graça pura,
De teus olhos o doce movimento.

Porém logo a inconstante fantasia
Me acorda o entendimento arrebatado,
E desfaz todo o bem que me fingia,

Sendo tal este gosto imaginado,
Que de Amor outra glória eu não queria
Mais que trazer-te sempre em meu cuidado.

Domingos dos REIS QUITA nasceu em Lisboa a 6 de Janeiro de 1728 e aí morreu, tuberculoso, a 26 de Agosto de 1770. Embora exercesse a humilde profissão de cabeleireiro e barbeiro, adquiriu, como autodidacta, uma cultura que lhe permitiu ser um dos mais destacados membros da Arcádia Lusitana, com o nome de Alcyno Mycénio. Foi autor de várias tragédias, mas é sobretudo notável como poeta bucólico.

Nota biobliográfica extraída de «A Circulatura do Quadrado - Alguns dos Mais Belos Sonetos de Poetas cuja Mátria é a Língua Portuguesa. Introdução, coordenação e notas de António Ruivo Mouzinho. Edições Unicepe - Cooperativa Livreira de Estudantes do Porto, 2004.


Read More...

2008-08-25

O terrível incêndio do Chiado foi há 20 anos

foto daqui

Em 25 de Agosto de 1988, aconteceu um dos grandes incêndios em Lisboa na zona da Baixa . O fogo iniciou-se na Rua do Carmo. Os carros de bombeiros não conseguiram entrar na rua, reservada aos peões, e o fogo propagou-se para a Rua Garrett. Além de lojas e escritórios, foram destruídos muitos edifícios do século XVIII. Os piores estragos foram na Rua do Carmo.

Muito do comércio tradicional da zona desapareceu, como os Armazéns do Chiado, Jerónimo Martins, Eduardo Martins e outras pequenas lojas e escritórios, alguns já centenários e cerca de 2.000 pessoas que aí trabalhavam, perderam os seus empregos.

Estiveram envolvidos no combate ao incêndio cerca de 1150 homens e 275 viaturas e registaram-se duas vítimas mortais e 73 pessoas ficaram feridas (na sua esmagadora maioria bombeiros).

O projecto de renovação agora completo, preservou muitas das fachadas originais e foi dirigido pelo arquitecto português Siza Vieira.

Read More...

Entre a sombra e a noite - Maria Alberta Menéres

foto daqui

Entre a sombra e a noite há um submisso instante
de preparação.
Aberto espaço onde aves não cantam,
imaculado, instantâneo refúgio.
Entre a sombra e a noite, único passo!

— E é serena e frágil a presença
dos nossos vultos passageiros
isolados na própria condição.

Onde nada se move, uma estrela suspensa.

E tão inutilmente despedaço o encanto,
e tão súbita me vem uma tristeza antiga,
que entre a sombra e a noite encontro o meu refúgio
— o intocável, único espaço.

in Antologia da Poesia Portuguesa Contemporânea, Um Panorama, Organização de Alberto da Costa e Slva e Alexei Bueno, Lacerda Editores

Maria Alberta Rovisco Garcia Meneres de Melo e Castro (n. em Vila Nova de Gaia, em 25 de Agosto de 1930).

Read More...

Cadáver de Virgem - Luís Delfino

A Morte da Virgem, 1606, Michelangelo Caravaggio
óleo sobre tela, 369x245 cm, Paris, Museu do Louvre


Estava num caixão como num leito,
palidamente fria e adormecida;
as mãos cruzadas sobre o casto peito
e em cada olhar sem luz um sol sem vida.

Pés atados com fita em nó perfeito,
de roupas alvas de cetim vestida;
o torso duro, rígido, direito;
a face calma, lânguida, abatida...

O diadema das virgens sobre a testa;
níveo lírio entre as mãos, toda enfeitada,
mas como noiva que cansou da festa...

Por seis cavalos brancos arrancada,
onde vais tu dormir a longa sesta,
na mole cama em que te vi deitada?

LUÍS DELFINO dos Santos nasceu em Desterro, hoje Florianópolis (SC), a 25 de Agosto de 1834 e morreu no Rio a 31 de Janeiro de 1910. Diplomado em Medicina pela faculdade do Rio, chegou a ser senador da República por Santa Catarina, em 1891. Era liberal e abolicionista. A sua obra poética vai do Romantismo ao Simbolismo, passando pelo Parnasianismo, embora, no fundo, tenha sido sempre um romântico. Desdenhoso da glória, nunca publicou qualquer livro e foi o filho quem procedeu à recolha póstuma por jornais e revistas (uma dezena de vols.). O seu soneto pode ser comparado ao equivalente do português António Feijó: «Pálida e loira...».

Soneto e Nota biobliográfica extraídos de «A Circulatura do Quadrado - Alguns dos Mais Belos Sonetos de Poetas cuja Mátria é a Língua Portuguesa. Introdução, coordenação e notas de António Ruivo Mouzinho. Edições Unicepe - Cooperativa Livreira de Estudantes do Porto, 2004.

Read More...

Happy birthday Claudia Schiffer

Read More...

2008-08-24

1ª. Jornada da Liga Sagres

Primeira Jornada
22 Ago 20:30
Vit. Guimarães1-1Vit. de Setúbal
23 Ago 18:15Paços de Ferreira0-2Sp. de Braga
23 Ago 2045
Sporting3-1Trofense
24 Ago 16:00Estrela da Amadora 1-0Académica
24 Ago 17:00Naval 1º. de Maio1-0Marítimo
24 Ago 17:00Leixões1-3
Nacional
24 Ago 19:15FC Porto2-0
Belenenses
24 Ago 21:15Rio Ave1-1
Benfica

Comentários:

As férias do futebol depois do Euro 2008 foram amenizadas com a competição (menor) dos Jogos Olímpicos e com as jogadas na seretaria dignas de medalha de ouro nas olimpíadas tal a ginástica e contorcionismo demonstrados (escândalos do apito dourado, participação do Porto na Champions, Conselho Superior de Justiça, participação do Boavista na Liga Vitalis e ainda o «pin-pong » relacionado com o caso Gondomar). Os adeptos, ainda cheio de esperança, vêm, porém combons olhos este regresso aos relvados.

Na sexta feira os Vitórias defrontaram-se em Guimarães mas sairam empatados. Mais contentes os sadinos que regressaram a Setúbal comum pontinho quase caído do céu, porque foram os da casa qe dominaram o jog e que mais fizeram por ganhar. Na próxima 4ª. feira os de Guimarães jogam a cartada decisiva na pré-eliminatória da Champions em Basileia e tem de se reconhecer que o resultado mais normal será a eliminação da equipa portuguesa. Que me venha a enganar é o meu desejo.

Já depois do (europeu) Braga ir ganhar categoricamente a Paços de Ferreira (que se salvou da descida devido ao castigo aplicado ao Boavista) por 2-0 (golos de Meyong e de Paulo César), o Sporting, já com o triunfo na Supertaça na bagagem, recebeu e bateu com tranquilidade o Trofense por 3-1. Depois de 3-0 ao intervalo (golos de Tonel, Izmailov e Yannick) que fazia pressentir uma goleada o treinador visitante fez os ajustamentos necessários na defesa do Trofense e os neófitos primodivisionários vieram mesmo a reduzir a diferença através de um penalty inexistente numa falta cometida fora da área por Polga que foi (bem) expulso.

Hoje à tarde os visitados Estrela da Amadora e Naval 1º de Maio amealharam os saborosos três pontos fazendo prevalecer o factor casa frente a Académica e Marítimo vencendo por 1-0. O Leixões (candidato à cauda da classificação) não conseguiu o mesmo e foi batido pelo Nacional da Madeira por 1-3.

Nos jogos da noite o Porto defrontou um Belenenses com treinador novo (Casimiro Mior) e uma equipa em construção, com muitos jogadores novos, e cedo colocou-se em vantagem num golo feliz de Mariano, num ressalto de um alívio dum defesa belenense. Este golo deu a tranquilidade necessária aos «dragões» que não fazendo um grande jogo, não tiveram grandes problemas em vencê-lo. Quando O Belenenses arriscava um pouco mais, ficou reduzido a dez jogadores, e aí Hulk fez o 2-0, num remate de fora da área que abre o apetite para o futuro sobre a capacidade deste jogador.

O Benfica é que em Vila do Conde não soube fazer o mesmo colocando-se em vantagem cedo e diminuindo as ambições vilacondenses apesar de Yebda ter enviado a bola à barra na sequência de um pontapé de canto. Cedo ficou sim o Benfica sem Carlos Martins, por lesão (substituído por Fellipe Bastos). Na segunda parte (56') foi o Rio Ave que se adiantou no marcador por Semedo, que na sequência de dois pontapés de canto, aproveitou defesa incompleta mas de recurso de Quim para estrear o marcador. No minuto seguinte Nuno Gomes empatou de cabeça, aproveitando o desfazer deficiente do guarda-redes de um centro da direita, mas o Benfica, demonstrando ser dos três grandes o que tem uma preparação menor, não soube ganhar o jogo (Pablo Aimar falhou o 1-2 no minuto 90'). Aliás, também em organização parece estar atrás dos rivais, porque não se entende que um jogador que já fez vários jogos de preparação (Reyes) não pudesse jogar por não estar (ainda) devidamente inscrito.

Para a semana há dois jogos de grande interesse. O Benfica recebe o Porto e está claro que não pode perder (ficaria a cinco pontos), enquanto o Sporting vai a Braga, clube que pode muito bem ocupar a posição que o Guimarães teve na época passada. Entretanto, há também já um duelo de menores Trofense-Leixões, numa jornada, que como vem sendo hábito se vai realizar em prestações.

Segunda Jornada
29 Ago 20:30
Belenenses
-Paços de Ferreira
30 Ago 20:45Benfica-FC Porto
31 Ago 16:00
Nacional-Naval 1º. de Maio
31 Ago 16:00Académica -Rio Ave
31 Ago 16:00Trofense-Leixões
31 Ago 18:00Vitória de Setúbal-
Estrela da Amadora
01 Set 19:15Marítimo-
Vitória de Guimarães
01 Set 21:15Sp. de Braga-
Sporting

Read More...

A Tua Amada - Marta de Mesquita da Câmara

foto daqui

Ninguém ma descreveu, mas era ela…
Passou por mim, airosa como a flor;
beleza que valesse o teu amor,
devia ser precisamente aquela…

E segredou-me a voz interior:
«Repara atentamente como é bela!
Não te parece a graça duma estrela,
tomando movimento, forma e cor?»

− Que julgas se passou na minha ideia?
Desgosto enorme de sentir-me feia
ou mágoa de a não ver feia também?

Se a inveja é predicado de mulher,
naquela ocasião deixei de o ser
e, só por teu amor, eu quis-lhe bem!…

MARTA MESQUITA DA CÂMARA nasceu a 24 de Agosto de 1895 no Porto, onde morreu a 20 de Novembro de 1980. De ascendência açoriana, a sua mãe era tia do poeta Roberto de Mesquita. Poetisa e jornalista, dedicou-se também à literatura infantil com o pseudónimo de Tia Madalena. Estreou-se em 1923 com «Triste», a que se seguiram «Arco Íris» (1925) e «Pó do Teu Caminho» (1928). A sua poesia vai do sentimentalismo contido a um erotismo velado. Publicou as suas «Poesias Completas» em 1962.

Soneto e Nota biobliográfica extraídos de «A Circulatura do Quadrado - Alguns dos Mais Belos Sonetos de Poetas cuja Mátria é a Língua Portuguesa. Introdução, coordenação e notas de António Ruivo Mouzinho. Edições Unicepe - Cooperativa Livreira de Estudantes do Porto, 2004.

Read More...

Limites - Jorge Luís Borges


Há uma linha de Verlaine que não voltarei a recordar,
Há uma rua próxima que está vedada a meus passos,
Há um espelho que me viu pela última vez,
Há uma porta que fechei até ao fim do mundo.
Entre os livros de minha biblioteca (estou vendo-os)
Há algum que já nunca abrirei.
Este verão cumprirei cinquenta anos:
A morte me desgasta, incessante.


Versão original:

Hay una línea de Verlaine que no volveré a recordar
Hay una calle próxima que está vedada a mis pasos
hay un espejo que me ha visto por última vez,
hay una puerta que he cerrado hasta el fin del mundo.
Ente los libros de mi biblioteca (estoy viéndolos)
hay alguno que ya nunca abriré.
Este verano cumpliré cinquenta años;
La muerte me desgasta, incesante.

Jorge Francisco Isidoro Luis Borges Acevedo(n. Buenos Aires, Argentina 24 August 1899 – m. Geneva, 14 June 1986)

Read More...

2008-08-23

Nothingandall: 5000 Posts publicados

No passado dia 12 de Agosto com a publicação deste Dia Nacional das Artes - Brasil, o Nothingandall atingiu os 5.000 posts! Criado em 3 de Setembro de 2004, quase há 4 anos, são incontáveis as horas dispendidas a ele dedicadas. De certeza não chegará aos 10.000 posts e às vezes questiono-me se «vale a pena»?

Mas, como diz o poeta, «tudo vale a pena se a alma não é pequena». Obrigado aos meus amigos, visitantes regulares, ocasionais e outros que tais...

Read More...

Piedosa Mentira - Menotti del Picchia (na passagem do 20º. aniversário da morte do poeta)

Ontem na tarde loura e de aquarela,
alguém me perguntou: "Como vai ela?
Como vai teu amor?" - Eu respondi:
" Não sei. Uma mulher passou na minha vida,
mas não lembro... " E, nessa hora comovida,
como nunca lembrava-me de ti!

E menti por pudor... A mágoa que alvoroça
nosso peito é tão santa, tão pura, tão nossa
que se esconde aos demais.
E se uma voz indaga contristada:
" Estás sofrendo?" - "Não, não tenho nada..."
E é quando a gente sofre mais...

Paulo Menotti Del Picchia (n. em São Paulo, em 20 de março de 1892; m. em São Paulo a 23 de agosto 1988)

Read More...

2008-08-22

Hoje começa a Liga Sagres

Dentro de minutos dá-se o pontapé de saída do primeiro jogo do Campeonato 2008/2009, agora denominado Liga Sagres, entre o Vitória de Guimarães e o Vitória de Setúbal. Naturalmente, só um no final fará jus ao nome ... ou nem isso!

O árbitro nomeado é Olegário Benquerença, coadjuvado por José Cardinal e Bertino Miranda.

Read More...

O mal é do(s) treinador(es) ou do clube?

O Ipatinga empatou com o Santos no duelo dos desesperados. Entretanto o treinador do Ipatinga Ricardo Drubsky foi demitido pela directoria tendo sido contratado Marcio Bittencourt, depois de Emerson Ávila, Moacir Júnior, Giba e o recém demitido Drubsky. É caso para dizer afinal: o mal está nos treinadores ou no clube? Eu já estou mandando curriculum...

Read More...

Queixa - Miguel Torga



Coimbra, 22 de Agosto de 1988

Vida!
Que te pedi a mais
Que um mortal não mereça?
Ou queres que nenhum filho
Conheça
A plenitude?
Pude
O que me consentiste.
Mas vou triste
Do mundo.
Cavei,
Cavei,
E abri um poço sem chegar ao fundo.

Miguel Torga in Poesia Completa, Publicações Dom Quixote

Read More...

22 de Agosto Dia de cineastas : Glauber Rocha e Arthur Duarte

Glauber_Rocha em 1981 (nascido em 14 de Março de 1939) e Arthur Duarte (nascido em 17 de Outubro de 1895) um ano depois, faleceram neste dia 22 de Agosto. Ambos realizadores de cinema o primeiro brasileiro e o segundo português, tiveram grande influência na cinematografia de cada um dos países. Praticamente despediram-se da vida na mesma cidade: Lisboa.

Glauber Rocha que vivia em Sintra, acabou por ir morrer no Rio de Janeiro depois de doença, foi o realizador entre outros de Barravento e da trilogia Deus e o Diabo na Terra do Sol (1964) -talvez o seu mais aclamado filmo -, Terra em transe (1967) e O Dragão da Maldade Contra o Santo Guerreiro (1969) este último que lhe valeu o prémio de melhor realizador em Cannes. É visto com um dos melhores realizadores brasileiros de todo o tempo e líder do movimento Cinema Novo.

Arthur Duarte [Arthur de Jesus Pinto Pacheco] começou a sua carreira no cinema como actor em Paris em 1925, encetando uma carreira como actor de cinema, com pequenos papéis em várias produções. Com contrato dois anos mais tarde com a empresa UFA roda algumas dezenas de filmes na Alemanha, Suiça e Áustria. Foi, porém como realizador que ficou como um marco histórico no cinema português.

A sua primeira longa metragem foi em 1938 numa adaptação do romance de Júlio Dinis Os Fidalgos da Casa Mourisca. Viria a ficar conhecido na comédia tendo realizado filmes inesquecíveis como: O Costa do Castelo(1943), A Menina da Rádio (1944), O Grande Elias, O Noivo das Caldas (1956), entre outros filmes.

Para além das longas metragens, realizou também, curtas metragens, documentários e filmes publicitários.

Relembramos uma passagem de «O Costa do Castelo» com o grande António Silva


Ver Glauber Rocha in IMDB e Educação UOL
Arthur Duarte in IMDB e in Instituto Camões

Read More...

2008-08-21

Aí está a medalha de ouro para Portugal



Nélson Évora é campeão olímpico. Eis a medalha de ouro olímpica desejada. A juntar à de prata de Vanessa Fernandes, Portugal através de outro atleta que representa o Benfica vai ver amanhã em Pequim a bandeira de Portugal no mais alto ponto do mastro principal e fazer ouvir o seu hino por milhões de pessoas que acompanham as Olimpíadas de 2008.

Évora que no primeiro salto conseguira passar à sua posição em virtude do seu salto de 17,34m passou para o primeiro lugar no segundo salto com 17,51 metros. No entanto ao final dos 3 primeiros saltos o britânico Philips Idowu comandava com 17,62 m e Leevan Sands, das Bahamas era segundo com 17,59.

No 4º. salto Nélson Évora passou para o comando com o melhor salto mundial do ano 17,67 m e não viria mais a ser ultrapassado passando a ser o quarto atleta português a conseguir ouro olímpico, depois de Carlos Lopes 1984, Rosa Mota 1988 e Fernanda Ribeiro 1996.

Curioso ainda dizer que Benfica nestes Jogos Olímpicos tem mais medalhas do que o país todo. Isto porque sendo ambos os atletas portugueses medalhados do Benfica, este clube através do futebolista Di Maria, está também representado na final olímpica do futebol pela Argentina (contra a Nigéria).

Read More...

Alexandre O'Neill faleceu faz hoje vinte e dois anos



Gaivota - Ler poema aqui



Há palavras que nos beijam - Ler poema aqui


Portugal

Ó Portugal, se fosses só três sílabas,
linda vista para o mar,
Minho verde, Algarve de cal,
jerico rapando o espinhaço da terra,
surdo e miudinho,
moinho a braços com um vento
testarudo, mas embolado e, afinal, amigo,
se fosses só o sal, o sol, o sul,
o ladino pardal,
o manso boi coloquial,
a rechinante sardinha,
a desancada varina,
o plumitivo ladrilhado de lindos adjectivos,
a muda queixa amendoada
duns olhos pestanítidos,
se fosses só a cegarrega do estio, dos estilos,
o ferrugento cão asmático das praias,
o grilo engaiolado, a grila no lábio,
o calendário na parede, o emblema na lapela,
ó Portugal, se fosses só três sílabas
de plástico, que era mais barato!

*

Doceiras de Amarante, barristas de Barcelos,
rendeiras de Viana, toureiros da Golegã,
não há "papo-de-anjo" que seja o meu derriço,
galo que cante a cores na minha prateleira,
alvura arrendada para ó meu devaneio,
bandarilha que possa enfeitar-me o cachaço.
Portugal: questão que eu tenho comigo mesmo,
golpe até ao osso, fome sem entretém,
perdigueiro marrado e sem narizes, sem perdizes,
rocim engraxado,
feira cabisbaixa,
meu remorso,
meu remorso de todos nós...

Alexandre Manuel Vahía de Castro O'Neill (n. em Lisboa a 19 de Dez de 1924; m. em 21 de Agosto de 1986)

Ler do mesmo autor, neste blog, ainda:
A Meu Favor

Read More...

Parabéns / Congratulations: CR Vasco da Gama - 110 years old


Clube de Regatas Vasco da Gama is founded on Aug 21, 1898.

«... Chegara a hora da fundação. Com 62 sócios assinando presença, no dia 21 de agosto de 1898, no Clube Dramático Filhos de Talma (Rua da Saúde, 293) nascia um gigante chamado Club de Regatas Vasco da Gama. A reunião foi presidida por Gaspar de Castro, que convidou para secretariá-lo Virgílio Carvalho do Amaral e Henrique Teixeira Alegria» (extracto do site oficial do clube) .

Read More...

2008-08-20

Portugal goleia Ilhas Faroé por 5-0

Portugal, da nova era de Carlos Queiroz goleou esta noite, em Aveiro, as Ilhas Faroé por 5-0 (1-0 ao intervalo) com o resultado a atingir volume de goleada apenas nos últimos cinco minutos de jogo. Carlos Martins (23'), Simão (48'), Duda (86'), Bruno Alves (89) e Nani (90+1') marcaram os golos da selecção portuguesa.

Portugal não sentiu qualquer tipo de dificuldade perante uma selecção que ocupa o lugar número 196 no Ranking da Fifa onde estão listadas 207 selecções!!!

Que tipo de interesse tem este jogo para preparar jogos de qualificação com Malta (bem esta também é de dificuldade próxima de zero) e Dinamarca, na semana que antecede o início do Campeonato de 2008/2009 privando os clubes de alguns dos seus principais elementos na última fase de preparação destes?

Para além do resultado fica a boa estreia das novidades de Carlos Queiroz com Carlos Martins a ser um dos melhores (e a marcar um golo), Quim sem nada que fazer a não ser dois murros na bola e um pontapé (e a ser capitão da equipa nos minutos finais), Antunes, Danny (atirou à barra) e até Duda que mal entrou fez um golo!

Mas para quê um jogo com as Ilhas Faroé? Para deixar Queiroz excitado com a exibição?

Read More...

La muraglia / A amurada - Salvatore Quasimodo (na passagem do 107º. aniversário do poeta)


«Poetry is the revelation of a feeling that the poet believes to be interior and personal, but which the reader recognizes as his own» (Salvatore Quasimodo)

La Muraglia
E già sulla muraglia dello stadio,
tra gli spacchi e i ciuffi d’erba pensile,
le lucertole guizzano fulminee;
e la rana ritorna nelle rogge,
canto fermo alle mie notti lontane
dei paesi. Tu ricordi questo luogo
dove la grande stella salutava
il nostro arrivo d’ombre. O cara, quanto
tempo è sceso con le foglie dei pioppi,
quanto sangue nei fiumi della terra.

(versão em português)
A amurada
E já na amurada do estádio,
entre fendas e tufos de erva pênsil,
as lagartixas correm como raios;
e a rã retorna às águas dos canais,
canto-chão das minhas noites distantes
de aldeia. Tu recordas este sítio
onde Vênus saudava nosso encontro
de sombras. Ó querida, quanto tempo
com as folhas dos álamos se foi,
quanto sangue pelos rios da terra.

tradução de Geraldo Holanda Cavalcanti

Poemas extraídos daqui

Salvatore Quasimodo (n. Módica 20 Agosto 1901; m. Amalfi 14 Jun. 1968)

Ler do mesmo autor, neste blog: E de Repente é Noite

Read More...

2008-08-19

E mais umas medalhas foram à vela


Mais uma grande decepção nos trouxe os resultados do dia (da madrugada!) das Olimpíadas de Pequim. Naide Gomes falhou a qualificação no comprimento ao fazer uma marca fraquinha num salto com várias deficiências técnicas na corrida (uma corrida entrecortada com passinhos curtos), porque os dois primeiros saltos bem longos, que lhe dariam a qualificação, foram nulos por ter pisado a linha de chamada. Uma falta de adaptação à pista rápida é a explicação possível. A atleta do Sporting era uma das mais fortes esperanças a uma medalha (até de ouro vejam lá!), porque tinha a melhor marca mundial do ano.

Também Gustavo Lima partia para a «medal race» no 3º. lugar e até com possibilidades de chegar à medalha de prata mas a regata não lhe correu de feição, com a ausência de vento, e terminou ultrapassado na classificação por um italiano que lhe arrebatou a medalha de bronze. Decepcionado disse que vai abandonar a modalidade.

Também quem vai abandonar porque a A culpa não pode morrer solteira é o Presidente do Comité Olímpico Português, Vicente de Moura.

As expectativas - de quatro medalhas - talvez nem fossem muito elevadas a priori, mas os Jogos Olimpicos são provas em que uma qualquer falha corresponde ao fracasso, pelo que ninguém pode ter a certeza de nada (excepção feita a supercampeões como o campeão jamaicano nos 100m ou o nadador recordista Michael Phelps). Também já houve edições de Jogos Olímpicos em que ganhámos medalhas sem ter expectativas... Por isso... é desporto.

O que torna o panaroma desanimador, para não dizer de desalento são as explicações (?) estapafúrdias que uma (grande) parte dos atletas dão para os fracassos: «não tenho explicação», «de manhã só estou bem na caminha», «até me senti bem no final», «senti-me como um espectador não como um atleta», «estas provas não são para mim», etc, etc, prova de que a preparação para os jogos não é só a componente técnica, a componente psicológica e todo o enquadramento competitivo devia ter sido equacionado ... e ao que parece... não foi.

Salvou-se a Vanessa e ainda temos esperança numa segunda medalha de Nélson Évora. Se tal acontecer ficamos a 50% do prometido em termos de medalhas. Mas que já houve factos muito lamentáveis...

Read More...

Francesca Piccinini

FRancesca PiccininiI don't know if Italy will win a medal (Italy plays against USA for quarters of final), but Francesca Piccinini deserves it ... who doesn't agree?

Read More...

Circuladô de Fulô - Haroldo de Campos (que nasceu há 79 anos)

circuladô de fulô ao deus ao demodará que deus te guie porque eu não posso guiá e viva quem já me deu circuladô de fulô e ainda quem falta me dá soando como um shamisen e feito apenas com um arame tenso um cabo e uma lata velha num fim de festafeira no pino do sol a pino mas para outros não existia aquela música não podia porque não podia popular aquela música se não canta não é popular se não afina não tintina não tarantina e no entanto puxada na tripa da miséria na tripa tensa da mais megera miséria física e doendo doendo como um prego na palma da mão um ferrugem prego cego na palma espalma da mão coração exposto como um nervo tenso retenso um renegro prego cego durando na palma polpa da mão ao sol enquanto vendem por magros cruzeiros aquelas cuias onde a boa forma é magreza fina da matéria mofina forma de fome o barro malcozido no choco do desgosto até que os outros vomitem os seus pratos plásticos de bordados rebordos estilo império para a negera niséria pois isto é popular para os patronos do povo mas o povo cria mas o povo engenha mas o povo cavila o povo é o inventalínguas na malícia da maestria no matreiro da maravilha no visgo do improviso tenteando a travessia azeitava o eixo do sol pois não tinha serventia metáfora pura ou quase o povo é o melhor artífice no seu martelo glopado no crivo do impossível no vivo do inviável no crisol do incrível do seu galope martelado e azeite e eixo do sol mas aquele fio aquele fio aquele gumefio azucrinado dentedoendo como um fio demente plangendo seu viúvo desacorde num ruivo brasa de uivo esfaima circuladô de fulô circuladô de fulô de fulôôô porque eu não posso guiá veja este livro material de consumo este aodeus aodemodarálivro que eu arrumo e desarrumo que eu uno e desuno vagagem de vagamundo na virada do mundo que deus que demo te guie então porque eu não posso não ouso não pouso não troço não toco não troco senão nos meus miúdos nos meus réis nos meus anéis nos meus dez nos meus menos nos meus nadas nas minhas penas nas antenas nas galenas nessas ninhas mais pequenas chamadas de ninharias como veremos verbenas açucares ou circunstâncias somenas tudo isso eu sei não conta tudo isso desaponta não sei mas ouça como canta louva como conta prova como dança e não peça que eu te guie mão peça despeça que eu te guie desguie que eu te peça promessa que eu te fie me deixa me esquece me larga ne desamarga que no fim eu acerto que no fim eu reverto que no fim eu conserto e para o fim me reservo e se verá que estou certo e se verá que tem jeito e se verá que está feito que pelo torto fiz direito que quem faz cesto faz cento se não guio não lamento pois o mestre que me ensinou já não dá ensinamento bagagem de miramundo na miragem do segundo que pelo avesso fui dextro sendo avesso pelo sestro não guio porque não guio porque não posso guiá e não me peça memento mas more no meu momento desmande meu mandamento e não fie desafie e não confie desfie que pelo sim pelo não para mim prefiro o não no senão do sim ponha o não no im de mim pomha o não o não será tua demão

Haroldo Eurico Browne de Campos (n. em São Paulo, a 19 de Agosto de 1929; m. a 16 de Agosto de 2003)

Ler do mesmo autor neste blog:
Soneto de Bodas

Read More...

2008-08-18

Medalha de prata para Vanessa Fernandes no triatlo

Aí está! Quando já se instalava o pessimismo nacional depois da frustração no judo, no tiro e de alguma forma na vela (onde agora as perspectivas de medalhas também já são remotas), Portugal consegue a sua primeira medalha nos jogos olímpicos de Pequim e é caso para dizer que a correlação entre medalhas portuguesas e Benfica é de 100%.

No entanto, a medalha obtida não é da cor desejada. A de ouro foi para a australiana Emma Snowsill. A de bronze foi para outra australiana Moffatt.


Relato da prova:

A atleta do Benfica na prova de Natação esteve logo na segunda linha da cabeça da corrida, e cedo no ciclismo passou a formar-se um grupo que se destacou composto por cerca de 15 a 20 atletas. A suiça Ryf e duas italianas começaram a dar nas vistas neste grupo; Bennet, americana a fechar o grupo enquanto Marie Rabie, sul africana teve um problema com a bicicleta. Spirige e Ue Da recolaram ao primeiro grupo e Vanessa (que teve o dorsal 54) manteve-se nos primeiros lugares.

Com 40 minutos de prova o grupo da frente estava já muito destacado e passou a ser impossivel que as medalhas não saissem daqui. Na frente aos 45' as suiças Ryf e Spirig, Vanessa Fernandes na cabeça do grupo. A prova de ciclismo foi feita em circuito e a francesa Harrison passou à frente na 3ª. passagem pela linha de meta, com Tucker e Ueda (japonesa) nas posições imediatas de um grupo de 19 atletas com avanço de 55'' sobre outro grupo.

Na passagem da 4ª. volta foi Vanessa Fernandes à frente, uma alemã em 2º. e a suiça Spirig em terceiro, mantendo-se em 19 o número de atletas, fazendo parte Tanner (neo-zelandesa), três suiças (Ryf, Spirig e Di Marco) e três americanas, estas a fecharem o grupo (Bennet, Haskins e Ertel).

Na 5ª. volta a britânica Tucker foi a primeira enquanto mais para trás se dava uma queda que atingiu quatro atletas com uma canadiana e a russa Abysova a ficarem mais atingidas.

Ertel fica decisivamente para trás. O grupo da frente ganhou uma certa movimentação quando se aproxima o fnal da prova de ciclismo (a 3 Km).

Prova de ciclismo a terminar e Vanessa a aparecer na frente do grupo porque ela aposta na transição para o atletismo onde costuma logo adiantar-se... Hewitt a neozelandesa é a primeira a sair. Vanessa atrasou-se um pouco. Duas australianas e duas suiças no comando para os 10 Km decisivos de corrida.

Uma atleta foge e seguem-se três já a uma certa distância. Vanessa em segundo pretende não deixar fugir a australiana Snowsill que ganhou um bom avanço. Hewitt - neozelandesa - Vanessa, a americana Benett e outra australiana Moffat seguem-na. A australiana Emma Snowsill vai-se destacando e pode a medalha de ouro estar na calha para a Austrália, 15 segundos de avanço.

Vanessa ainda tem muita concorrencia para a medalha de prata. A medalha de ouro está atribuida. Benett passa para segundo e ganha vantagem a Vanessa, que não está em grandes condições. Hewitt é 4ª. Moffatt é 5ª, I De - japonesa é 6ª.

Vanessa reage a Benett e passa para segundo. Vanessa agora melhor pode tentar a medalha de prata.

Snowsill, Vanessa a 39", Benett a 44", Moffatt a 47", Ide a 50", Hewitt a 53".

Vanessa mostra grande esforço, tem de se libertar de Moffatt que ganha terreno a Benett. É uma fase decisiva. A medalha de ouro está atribuida. Falta saber-se as outras... Benett em perda é ultrapassada pela japonesa I De que está em 4º.

Snowsill completa a terceira volta, Vanessa em segundo a 57", Moffatt está a 1 o8, J Ide a 1 22 a 5ª. é Benett a 1 28", Spirig 6ª.

Grande avanço para Snowsill termina em primeiro lugar - medalha de ouro 1 58 27.
Vanessa Fernandes - medalha de prata - também à vontade a 1 06
Moffatt - medalha de bronze a 1 38
Benett recuperou o 4º. lugar USA
Ide - JPN
Spirit - Suiça
Ryf - Sui
Hewitt - NZL
Niwata - JPN
Tanner - NZL

E pronto aí está o relato de uma madrugada mal dormida.

Read More...

A Flor do Maracujá - Fagundes Varela

Flor de Maracujá foto de Reynaldo Monteiro daqui

Pelas rosas, pelos lírios,
Pelas abelhas, sinhá,
Pelas notas mais chorosas
Do canto do Sabiá,
Pelo cálice de angústias
Da flor do maracujá !
Pelo jasmim, pelo goivo,
Pelo agreste manacá,
Pelas gotas de sereno
Nas folhas do gravatá,
Pela coroa de espinhos
Da flor do maracujá.

Pelas tranças da mãe-d'água
Que junto da fonte está,
Pelos colibris que brincam
Nas alvas plumas do ubá,
Pelos cravos desenhados
Na flor do maracujá.

Pelas azuis borboletas
Que descem do Panamá,
Pelos tesouros ocultos
Nas minas do Sincorá,
Pelas chagas roxeadas
Da flor do maracujá !

Pelo mar, pelo deserto,
Pelas montanhas, sinhá !
Pelas florestas imensas
Que falam de Jeová !
Pela lança ensangüentado
Da flor do maracujá !

Por tudo que o céu revela !
Por tudo que a terra dá
Eu te juro que minh'alma
De tua alma escrava está !!..
Guarda contigo este emblema
Da flor do maracujá !

Não se enojem teus ouvidos
De tantas rimas em - a -
Mas ouve meus juramentos,
Meus cantos ouve, sinhá!
Te peço pelos mistérios
Da flor do maracujá!

Luís Nicolau Fagundes Varela (n. em Santa Rita do Rio Claro, Rio de Janeiro, em 18 de Agosto de 1841; m. em Niterói, Rio de Janeiro a 17 Fev. 1875).

Ler do mesmo autor, neste blog Eu passava na vida errante...

Read More...

2008-08-17

1, 2, 3, .... 8 golden medals - Congratulations Michael


Well, I hope Vanessa Fernandes brings the first to Portugal, this night...

Read More...

Epígrafe - Eugénio de Castro (desaparecido faz hoje 63 anos)

Ampulheta foto daqui

Murmúrio de água na clepsidra gotejante,
Lentas gotas de som no relógio da torre,
Fio de areia na ampulheta vigilante,
Leve sombra azulando a pedra do quadrante,
Assim se escoa a hora, assim se vive e morre…

Homem que fazes tu? Para quê tanta lida,
Tão doidas ambições, tanto ódio e tanta ameaça?
Procuremos somente a Beleza, que a vida
É um punhado infantil de areia ressequida,
Um som de água ou de bronze e uma sombra que passa…

in Rosa do Mundo, 2001 Poemas para o Futuro, Assírio & Alvim

Eugénio de Castro (n. em Coimbra a 4 Março de 1869; m. em Coimbra, a 17 de Agosto de 1944)

Ler do mesmo autor:
A Laís
Tua frieza aumenta o meu desejo
Presságios

Read More...

Além da Terra, além do Céu - Carlos Drummond de Andrade

Na passagem do 21º. aniversário do desaparecimento do poeta

Além da Terra, além do Céu,
no trampolim do sem-fim das estrelas,
no rastro dos astros,
na magnólia das nebulosas.
Além, muito além do sistema solar,
até onde alcançam o pensamento e o coração,
vamos!
vamos conjugar
o verbo fundamental essencial,
o verbo transcendente, acima das gramáticas
e do medo e da moeda e da política,
o verbo sempreamar,
o verbo pluriamar,
razão de ser e de viver.

Carlos Drummond de Andrade (n. Itabira, 31 de Outubro de 1902 — m. Rio de Janeiro, 17 de Agosto de 1987).

Read More...

2008-08-16

Sporting ganha a Supertaça pelo 2º ano consecutivo

Yannick com dois golos foi um dos jogadores chave

FC Porto 0 - 2 Sporting

O Sporting nesta noite no Algarve arrebatou a sua sétima Supertaça e segunda consecutiva ao derrotar o FC do Porto com dois golos de Yannick Djaló, um em cada parte do jogo (aos 45' e 57').

Não se sabe até que ponto a novela Quaresma acaba por ter algum efeito, mas a verdade é que se tal se passasse num clube que eu cá sei, os media não largariam o assunto argumentando que o mesmo está a ser mal gerido!

Izmailov em grande plano, Yannick (com dois golos e ainda uma bola na barra) e ainda Rui Patrício que defendeu um penalty de Lucho (que aos 33' acertara no poste)que poderia dar o 2-1 com cerca de vinte minutos para jogar, tiveram papel decisivo no triunfo leonino.

Paulo Bento no final disse que a vantagem mínima ficaria melhor enquanto Jesualdo disse que o jogo foi equilibrado e que o Sporting ganhou por ter sido mais feliz e fugiu ao folhetim Quaresma.

Ficha do jogo:
SUPERTAÇA CÂNDIDO DE OLIVEIRA
Estádio Algarve
Árbitro: Carlos Xistra (Castelo Branco)

FC PORTO
Helton, Sapunaru, Pedro Emanuel, Bruno Alves e Benítez; Guarín (Candeias 70'), Lucho González e Raul Meireles; Lisandro, Farías (Hulk 56') e Rodríguez

SPORTING
Rui Patrício, Abel, Tonel, Polga e Caneira; João Moutinho, Rochemback, Izmailov e Romagnoli (Miguel Veloso 68'); Derlei (Hélder Postiga 82') e Yannick Djaló (Pereirinha 90+1')

Golos: Yannick Djaló (2) aos 45' e 57'

Disciplina:
10' - Cartão amarelo para Polga, por falta sobre Rodríguez.
29' - Cartão amarelo para Benítez, após falta sobre Derlei.
90+2' Cartão amarelo para Lucho González por falta sobre João Moutinho.

Read More...

Madonna 50 years !!

Read More...

É lindo, não é?



Quem diz Porto, diz Infante
Para quê outros sinais
Quem diz Porto, diz tanto
Não é preciso dizer mais!

Read More...

2008-08-15

Rosa sem Espinhos - Almeida Garrett


Para todos tens carinhos,
A ninguém mostras rigor!
Que rosa és tu sem espinhos?
Ai, que não te entendo, flor!

Se a borboleta vaidosa
A desdém te vai beijar,
O mais que lhe fazes, rosa,
É sorrir e é corar.

E quando a sonsa da abelha,
Tão modesta em seu zumbir,
Te diz: «Ó rosa vermelha,
Bem me podes acudir:

Deixa do cálix divino
Uma gota só libar...
Deixa, é néctar peregrino,
Mel que eu não sei fabricar ...»

Tu de lástima rendida,
De maldita compaixão,
Tu à súplica atrevida
Sabes tu dizer que não?

Tanta lástima e carinhos,
Tanto dó, nenhum rigor!
És rosa e não tens espinhos!
Ai !, que não te entendo, flor.

Read More...

Um Feriado Maravilhoso...

...a todos os visitantes! Aproveitem o sol!

Read More...

2008-08-14

Guimarães 0 - Basileia 0

O Vitória de Guimarães empatou a zero, ontem à noite, na recepção ao Basileia, em jogo da primeira-mão da terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões.

Fica assim, tudo e aberto.

Read More...

2008-08-13

International Left-hander’s Day / Dia Mundial do Canhoto

Started back in 1976, this day serves to somewhat show sympathy for all left-handed people, since they are often discriminated in this predominantly right-handed world!

Celebrado desde 1976, este dia serve para lembrarmos dos canhotos, pois por vezes, são discriminados no mundo predominado por destros!

Some famous left-handers / Canhotos famosos:
Diego Maradona
Pelé
Napoleón
Leonardo da Vinci
Robert de Niro
Brad Pitt
Marilyn Monroe
Angelina Jolie
Bart Simpson

Read More...

2008-08-12

Caipiroyal - Caipirinha à Portuguesa


A Caipiroyal tem-se tornado a bebida sensação deste verão nas festas 'jet-set', principalmente no Norte do país. A tradicional cachaça é substituida por vinho do Porto e o casamento é perfeito!

Experimente!

Receita para 1 bebida:

- Esmague a fruta escolhida (morangos, ananás ou limão);
- De seguida, junte gelo picado;
- Adicione Royal Extra Dry White (Real Companhia Velha);
- Por fim, adicione 2 colheres de açucar amarelo;
- Mexa muito bem num shaker e voilá!

Read More...

Dia Nacional das Artes - Brasil

Mais uma efeméride! Brasil, país rico em cultura, poesia, música, representação, país de talento que não para de produzir beleza!

A todos os artistas brasileiros, deixo aqui a minha homenagem!

Read More...

Morre William Blake

Escritor e pintor inglês, William Blake faleceu neste dia há 181 anos...

My Pretty Rose Tree

A flower was offered to me,
Such a flower as May never bore
But I said I've a pretty rose tree,
And I passed the sweet flower o'er.

Then I went to my pretty rose tree
To tend her by day and by night;
But my rose turned away with jealousy
And her thorns were my only delight.

Read More...