Blog Widget by LinkWithin
Mostrar mensagens com a etiqueta Champions League. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Champions League. Mostrar todas as mensagens

2011-12-07

Big surprises: English teams Man. United and City out. Real Madrid full points and Lyon (7-1 in Zagreb) beats Ajax by goals advantage








Group Stage: Matchday 6; 7 December 2011
Group A

Group B
Man. City
2-0
Bayern

Internazionale
1-2CSKA Moskva
Villarreal
0-2
Napoli

Lille
0-0Trabzonspor
Group C

Group D
SL Benfica
1-0Otelul Galati
Ajax
0-3Real Madrid
Basel
2-1
Man. United
Dinamo Zagreb
1-7
Ol.Lyonnais



Standings
Group A

Group B
Bayern6
1311-6
Internazionale
6
10
8-7
Napoli6
1110-6
CSKA Moskva
689-8
Man. City
6
106-3
Trabzonspor
67
3-5
Villarreal
6
02-14
Lille
6
66-6
Group C
Group D
Benfica
6128-4
Real Madrid
6
1819-2
Basel
6
11
11-10
Ol. Lyonnais
6
89-7
Man. United
6
9
11-8
Ajax
6
86-6
Otelul Galati
6
0
3-11
Dinamo Zagreb
6
03-22

Yesterday - 6 December 2011
Group E
Group F
Chelsea
3-0Valencia

Olympiacos
3-1Arsenal
Genk1-1Bayer Leverkusen
B. Dortmund
2-3Marseille
Group G
Group H
FC Porto
0-0Zenit
Barcelona
4-0Bate Borisov
Apoel
0-2Shakhtar
Viktoria Plzen
2-2Milan

Standings
Group E

Group F
Chelsea
6
1113-4
Arsenal
6
11
7-6
Bayer 04 Lev.
6
108-8
Marseille
6107-4
Valencia
6
8
12-7
Olympiacos
69
8-6
Genk
6
3
2-16
B. Dortmund
6
46-12
Group G

Group H
Apoel
696-6
Barcelona
6
1620-4
Zenit
6
9
7-5
Milan
6
911-8
FC Porto6
8
7-7
Viktoria Plzen
6
5
4-11
Shakhtar
6
5
6-8
Bate Borisov
6
22-14

Read More...

Benfica vence o Grupo da Champions em que o Man. United ficou eliminado

Benfica logo

SL Benfica

1-0

Otelul Galati

Serviços mínimos deram para garantir posto máximo

Desde os antecedentes do jogo se augurava que este não iria ser entusiasmante. Uma assistência medíocre para um jogo da Champions League penalizada(!) seja pelo sucesso prévio adquirido pelo bom comportamento da equipa das águias seja pela eliminação e primeira derrota da época no jogo anterior para a Taça de Portugal.

Sem Luisão (ainda lesionado) e sem Maxi Pereira castigado o início do jogo anunciou uma pressão alta da equipa romena com uma barreira quase intransponível na zona do meio campo que a pouca mobilidade dos jogadores da frente da equipa da casa evitava que fosse ultrapassada por passes incisivos. Assim a bola rodava com pouca fluência e com pouco velocidade. Só Aimar - jogador fantástico - quando pegava na bola conseguia articular os lances. Dois lances de perigo criados pelo Benfica, num caso com lançamento directo de Bruno César obrigando o guarda-redes a sair ao limite da área para evitar a recolha da bola por Gaitán e depois no lance do golo numa jogada com a intervenção de Witsel, Gaitan foi à linha de fundo e ultrapassando a oposição do defensor directo assistiu Cardozo ao segundo poste para este desviar vitoriosamente. Aos 7' o Benfica sem ainda fazer grande coisa já ganhava...

Poucos minutos volvidos Streller em Basileia colocava a equipa suiça em vantagem relegando, na altura, a equipa do Manchester United para fora da Champions.

Aos 17' Silviu Ilie foi tocado por Gaitán com um desequilíbrio na zona da anca e o jogador romeno caiu mal não mais recuperando, vindo a ser substituído aos 21' por Ljubinkovic.

O jogo da Luz não mudaria muito de figura - com muitos passes laterais entre os centrais e pouca capacidade de progressão com os romenos sempre atrás da linha da bola. Aos 33' Cardozo num remate de fora da área à meia volta procurou dar um pontapé na monotonia mas a bola sairia ao lado. A equipa visitante até justificava ao intervalo um melhor resultado graças à actividade de Neagu e de Antal, especialmente este último que se distanciou favoravelmente em termos de categoria e classe. Com efeito, Artur foi mais uma vez decisivo ao evitar aos 35' com uma saída ao isolado Paraschiv que o Otelul empatasse desviando ainda a recarga de Giurgiu o que permitiu que depois um defesa afastasse definitivamente a bola do caminho da baliza. Aos 42' voltaria a fazer uma boa defesa a rechaçar a bola após remate perigoso de Antal.

Na segunda parte o jogo só melhoraria um tanto com a substituição de Bruno César por Nolito (aos 57') em que as características do espanhol de finta curta se adaptavam melhor ao jogo de pouca profundidade.

Javi Garcia num remate de longe aos 62' fez a bola rasar o poste e aos 70' para além da exibição do cartão amarelo a Cardozo que o colocou logo na linha da substituição os treinadores mexeram nas equipas. No Benfica saiu Aimar (que se visse cartão amarelo não poderia jogar o próximo jogo) entrando Rodrigo e no Otelul saía Ionut Neagu para entrar Pena para uns minutos depois Saviola substituir Cardozo e o esgotado Antal dar o lugar a Frunza.

Perto do final com os romenos mais avançados no terreno e o Benfica já só a jogar com dez por lesão de Gaitán - fora do jogo com o Marítimo - o Benfica conseguiu um contra-ataque com Rodrigo isolado e com muito espaço a escolher uma deficiente finalização rematando demasiado cruzado e desperdiçando um 2-0 que seria um resultado enganador.

A arbitragem alemã num jogo fácil e de pouca intensidade também não complicou.

Na Suiça o Basileia fizera por Frey o 2-0 aos 85' e o golo do Man. United por Phil Jones aos 89' já não alterou o rumo da equipa inglesa surpreendentemente eliminada.

O Benfica conseguiu o primeiro lugar mas não é com exibições como a de hoje que a equipa encarnada terá possibilidades de ultrapassar o seu próximo adversário que sairá dentre o lote: Napoli, CSKA Moscovo, Lyon, Bayer Leverkusen, Marselha, Zenit e Milan.

Veremos como a equipa se comporta no próximo importante jogo dos Barreiros no Funchal.

UEFA Champions League

Group stage (Group C)

07 December 2011, 20:4
Estádio do Sport Lisboa e Benfica
Árbitro: Manuel Gräfe (Germany)
BENFICA: Artur; Rúben Amorim, Jardel, Garay e Emerson; Witsel e Javi García; Gaitán, Aimar (Rodrigo 70') e Bruno César (Nolito 57'); Cardozo (Saviola 79').

OTELUL GALATI: Grahovac, Rapa, Benga, Perendija, Silviu Ilie (Ljubinković 21')Ionut Neagu (Pena 70'), Ioan Filip, Giurgiu, Antal (Frunză 81'), Paraschiv, Iorga.

Golos: 1-0 Cardozo 7'
Disciplina:
70' Cartão Amarelo para Cardozo (Benfica).
83' Cartão Amarelo para Ljubinkovic (Otelul Galati).
86' Cartão Amarelo para Giurgiu (Otelul Galati).

Read More...

2011-11-22

Benfica empata em Old Trafford, lidera o grupo na Champions e já está qualificado...


Man. United


2-2

Benfica



Benfica mantém invencibilidade na época... mas perdeu Luisão para o derby


O Benfica não podia ter começado o jogo da melhor maneira. Aos 3' já vencia em Old Trafford! Com a equipa a entrar personalizada sofreu um livre mal executado por Nani mas logo voltou para a frente com a equipa a não ter medo de ter iniciativa ofensiva. Gaitán pelo lado direito teve espaço para cruzar para a pequena área e Phil Jones introduziu a bola na baliza de De Gea. O público inglês era posto em silêncio enquanto os cerca de três mil adeptos encarnados estavam esfuziantes.

Demorou a equipa da casa a encaixar o golo e só por volta dos vinte minutos a tão propalada posse de bola passou a ser maioritariamente do Manchester com o português Nani a ser o jogador mais influente. Aos 16' um slalom do internacional português foi travado por Garay que viu o primeiro cartão amarelo do jogo.

Aos 30' de um livre ainda longe da baliza a bola foi metida para a esquerda para Nani que teve tempo e espaço para executar o centro que apanhou Berbatov, vindo de posição irregular, a cabecear para o fundo da baliza de Artur. A equipa de arbitragem turca validou o golo e, assim, por vias ilegais, os ingleses repuseram o empate no marcador.

No minuto seguinte, Young surgiu isolado na área mas Artur defendeu com os pés negando a vantagem ao United. Os avançados ingleses colocavam-se muitas vezes em posição irregular por trás da defensiva encarnada para depois tentarem recolocar-se aquando dos passes mas eram apanhados com frequência em fora de jogo sendo certo que, como se disse, já haviam tirado partido favorável dessa estratégia.

Não foi o caso de uma jogada aos 40' em que Berbatov apanhado em posição irregular atirou ainda para a baliza com Artur a pedir o cartão amarelo para o jogador búlgaro, mas com o árbitro a mostrá-lo, isso sim, ao guarda-redes brasileiro do Benfica.

Se o Benfica começara o jogo da melhor maneira na segunda parte foi o Man. United que entrou com grande pressão ofensiva e o Benfica foi remetido para funções defensivas.

O sufoco era grande e aumentou com uma lesão de Luisão impeditiva de continuar em campo. O Benfica jogou alguns minutos com um homem a menos face à demora na promoção da substituição. Foi já, porém, com Miguel Vítor em campo mas com a equipa algo desorganizada que os ingleses chegariam 2-1. Numa das insistências da equipa da casa a bola foi enviada para o centro da área onde apareceu Darren Fletcher, desmarcado a marcar à vontade o segundo golo inglês. Face ao modo como o jogo decorria foi com alguma surpresa que os encarnados da Luz repuseram, de imediato, a igualdade. Uma bola mal aliviada foi captada por Bruno César na esquerda do ataque do Benfica e com Rodrigo a pedir a bola e ainda Aimar a aparecer o cruzamento foi cortado emúltima instância por Rio Ferdinand mas colocando a bola à disposição de Aimar que fez o empate.

Foi feliz o modo como o Benfica empatou mas a avalanche ofensiva do Man. United do início da segunda parte não voltaria a acontecer. A entrada de Matic aos 68' para substituir Gaitán deu mais consistência ao meio-campo do Benfica com Aimar e Witsel a ter a bola no meio-campo para reequilibrar o jogo apesar do argentino do Benfica, já desgastado, ter que ser substituído por Ruben Amorim (83').

Antes, aos 79', Berbatov, desta vez em posição legal, perdera grande oportunidade de repôr a equipa inglesa à frente ao atirar por cima da barra.

Também o Manchester operou as suas substituições com Chicharito a substituir Valencia aos 82' para logo a seguir Fábio dar o lugar a Smalling.

O Benfica com o empate a dois golos a dar vantagem no confronto directo (face ao empate a um na Luz) pretendeu preservar o precioso empate mas aos 89' Rodrigo (que poucas vezes tocou na bola durante o jogo) teve uma jogada individual que quase dava o triunfo à equipa portuguesa.

Os três minutos de desconto decorreram com grande emoção e sofrimento dos adeptos encarnados que se ouviram permanentemente em Old Trafford e que puderam festejar um empate com sabor a vitória uma vez que garante, desde já a qualificação do Benfica à fase seguinte face à vantagem directa que disfruta em situações de desempate quer frente ao Manchester, como se disse, quer face aos suiços do Basileia (vencedores do jogo em Galati por 3-2 depois de ter granjeado a vantagem de 3-0). Para além disso um triunfo em casa no último jogo frente aos romenos, que não fizeram até agora qualquer ponto, garante o primeiro lugar do grupo independentemente do resultado entre o Basileia e o Manchester. Neste jogo se discute, quem diria, a segunda equipa a qualificar-se sendo que os ingleses têm vantagem de lhes bastarem um empate.

A equipa de arbitragem turca teve uma falha importante ao validar o golo de Berbatov.

Assistência: 74.873 espectadores
Árbitro: Cuneyt Çakir (Turquia)

MANCHESTER UNITED: De Gea, Phil Jones, Ferdinand, Fábio, Evra, Luis Valencia (Javier Hernandez 80'), Carrick, Darren Fletcher, Nani, Young, Berbatov

BENFICA: Artur Moraes, Maxi Pereira, Luisão (Miguel Vítor 58'), Garay, Emerson, Witsel, Javi García, Gaitán (Matic 68'), Aimar (Rúben Amorim 83'), Bruno César, Rodrigo.

Golos: 0-1 Phil Jones (p.b) 3'; 1-1 Berbatov 30'; 2-1 Darren Fletcher 59'; 2-2 Pablo Aimar 61'

Disciplina:
16' Cartão Amarelo para Garay (Benfica) por falta sobre Nani
33' Cartão Amarelo para Darren Fletcher (Manchester Utd.), por falta sobre Maxi Pereira.
40' Cartão Amarelo para Artur Moraes (Benfica), por pedir amarelo a Berbatov.
76' Cartão Amarelo para Carrick (Manchester Utd.), por falta sobre Aimar que saia em contra-ataque.
85' Cartão Amarelo para Maxi Pereira (Benfica) por falta sobre Young. O uruguaio falha o último jogo frente ao Otelul Galati

Read More...

2011-10-19

Uefa Champions League Matchday 3: Oito "Peros" ao Pinheiro não encaminharam o Porto na Champions que desilude em casa frente a cipriotas

19 October 2011 - Matchday 3 - Results
Group E
Group F
Bayer Leverkusen
2-1Valencia
Marseille
0-1Arsenal
Chelsea
5-0Genk
Olympiacos
3-1Dortmund
Group G
Group H
Shakhtar Donetsk
2-2Zenit
Milan
2-0Bate Borisov
Porto
1-1Appoel

Barcelona
2-0Viktoria Plzen

18 October 2011 - Matchay 3 - Results
Group A
Group B
Napoli
1-1Bayern M.
CSKA Moskva
3-0Trabzonspor
Man. City
2-1Villarreal
Lille
0-1Internazionale
Group C
Group D
Otelul Galati
0-2Man. United
Real Madrid
4-0Lyon
Basel
0-2Benfica
Dinamo Zagreb
0-2Ajax



Standings
Group A
Group B
Bayern München
375-1
Internazionale
36
4-3
Napoli
35
4-2
CSKA Moskva
34
7-5
Manchester City
344-5
Trabzonspor
34
2-4
Villarreal
301-6
Lille
32
3-4
Group C
Group D
SL Benfica
374-1
Real Madrid
398-0
Manchester United
35
6-4
Ajax
342-3
FC Basel
3
45-6
Lyon
342-4
Otelul Galati
3
01-5
Dinamo Zagreb
300-5
Group E

Group F
Chelsea
37
8-1
Arsenal
374-2
Bayer Leverkusen
36
4-3
Marseille
364-1
Valencia
3
22-3
Olympiacos
334-4
Genk
3
10-7
Dortmund
312-7
Group G
Group H
Apoel FC
354-3
AC Milan
37
6-2
Zenit
34
6-5
Barcelona
379-2
FCPorto
3
44-5
Bate Borisov
31
1-8
Shakhtar Donetsk
3
24-5
Viktoria Plzen
31
1-5

Read More...

2011-10-18

Benfica vence fora de casa e comanda o Grupo C da Champions League

FC BaselBenfica logo

FC Basel

0-2

SL Benfica


Bruno César abriu caminho... Cardozo aumentou

O Benfica venceu na Suiça um adversário directo na busca de um dos dois lugares que dão a qualificação e desbravou grande parte do caminho perante o Basileia que surpreendera ao empatar (estando a ganhar até ao último minuto) em Manchester.

O jogo foi bastante bom durante a primeira parte com a equipa local a jogar muito forte nos primeiros dez minutos mas a equipa portuguesa com muito melhor capacidade técnica e trato de bola superiorizou-se. Os suiços mostraram ser uma equipa física de futebol directo e rápido (o que pode ser perigoso a jogar fora , porventura, a justificar o empate de Manchester), mas com falhas de criatividade.

Jesus apostou em Rodrigo no onze inicial. O jovem jogador nas primeiras intervenções não foi feliz (um remate fraco à figura) e uma perda de bola na zona do meio-campo, mas justificou a sua entrada pela mobilidade demonstrada tendo intervenção fulcral no lance do primeiro golo. Gaitán criou o lance pela direita tabelou com Aimar e voltou a pôr no centro da área para Rodrigo que deixando passar a bola pelo meio das pernas deixou para o desmarcado Bruno César concluir com um remate cruzado.

A equipa da casa pareceu surpreendido com a fluência do futebol do Benfica com Aimar e Witsel (excelente capacidade técnica a contemporizar e a proteger a bola) enquanto na equipa da casa foi Xaquiri pela direita o jogador mais perigoso colocando problemas sérios a Emerson que ainda na primeira parte viu o cartão amarelo numa jogada para travar o pequeno jovem jogador suiço (apenas vinte anos) que foi o jogador da casa em maior destaque.

Artur voltou a mostrar segurança permitindo que o Benfica levasse a vantagem para o intervalo.

Durante os primeiros vinte minutos da segunda parte o Benfica organizado superiorizou-se e pareceu questão de tempo o xeque-mate. Todavia, a meio da segunda parte o meio-campo encarnado começou a dar mostras de quebra: Aimar não aguenta o jogo todo, Gaitán revelou caimbras e foi a altura de Jesus mexer na equipa. Nolito entrou para o lugar de Aimar, Cardozo para o lugar de Rodrigo e num dos primeiros lances Cardozo ganhou o livre (e cartão amarelo para Huggel) num lance aéreo e na marcação do livre (talvez o novo treinador suiço não tenha estudado devidamente o Benfica) os locais não colocaram uma barreira suficiente enfiando Cardozo a bola rasteira junto ao poste e dando uma grande alegria a cerca de cinco milhares de adeptos benfiquistas no estádio.

Depois os últimos vinte minutos não foram bons para o Benfica. A equipa suiça não tinha nada a perder e as más notícias para o Benfica começaram a surgir. O Manchester adiantava-se definitivamente na Roménia, Maxi Pereira saía lesionado (entrando Miguel Vítor), Gaitán fazia figura de corpo presente, Javi, vindo de uma lesão mostrava também dificuldades e Emerson era expulso (por segundo cartão amarelo). A pressão suiça levou o Benfica para junto da baliza defensiva, Artur mais uma vez demonstrou segurança (aos 69' ainda com 0-1 já fizera a defesa da noite ao sair aos pés de Stressler) e o Benfica sofreu um tanto para manter as redes invioláveis.

O Benfica é superior e favorito para vencer de novo este Basileia em casa na próxima jornada (o que seria a confirmação do apuramento) mas os encarnados não tem defesa esquerdo para esse jogo (Capdevilla não está inscrito), e este Shaqiri é muito perigoso sendo o principal mérito do Basileia a transição rápida para o ataque.

A arbitragem foi comandada pelo árbitro húngaro Kassai que apitou a final da Champions da época passada e tendo algumas falhas de apreciação (um canto mal marcado contra o Benfica na primeira parte e uma ou outra falta discutível), mostrou categoria. Expulsou Jesus do banco já perto do fim do jogo quando este pedia a amostragem dum cartão vermelho por uma entrada extemporânea e destemperada de Shaqiri sobre Bruno César (viu só cartão amarelo).


UEFA Champions League
Group stage (Group C)
St. Jakob-Park, Basel (SUI)
Árbitro: Kassai (HUN)
Assistentes: Gabor Erös (HUN)e György Ring (HUN)

BASILEIA: Sommer; Steinhofer, Abraham, Dragovic e Park Joo Ho; Shaquiri, Granit Xhaka (Cabral 80'), Huggel (Chipperfield 85'), e Fabian Frei (Zoua 66'); Alexander Frei e Streller.

BENFICA: Artur Moraes; Maxi Pereira (Miguel Vítor 78'), Luisão, Garay e Emerson; Witsel e Javi García; Bruno César, Aimar (Nolito 67') e Gaitán; Rodrigo (Cardozo 71').

Golos: 0-1 Bruno César 20'; 0-2 Cardozo 75'
Disciplina:
35' Cartão amarelo a Streller por entrada violenta sobre Emerson.
41' Cartão amarelo para Emerson por bloquear em falta Shaquiri.
74' cartão amarelo a Huggel por cotovelada em Cardozo na disputa de um lance aéreo.
86'Segundo cartão amarelo e consequente cartão vermelho para Emerson (Benfica) por desnecessário bloqueio em falta a Shaqiri, ainda na zona de meio-campo junto à lateral.
90' Cartão amarelo a Artur por queimar tempo
90+3' Cartão amarelo a A. Frei por simular falta

Read More...

2011-09-27

Benfica vence na Roménia com golo solitário de Bruno César

Benfica logo

Otelul Galati

0-1

SL Benfica

Muito domínio... mas houve susto final

O Benfica voltou aos triunfos na Champions League. Depois da abertura com um empate em casa frente ao Manchester United (que o resultado de hoje do Basileia em Manchester, a empatar por 3-3 depois de ter virado de 0-2 para 3-2, parece mostrar que foi sobrevalorizado) esta deslocação à Roménia encerrava alguns perigos porque qualquer resultado que não fosse a vitória colocaria os encarnados em situação de handicap.

Jesus apresentou no onze inicial a equipa que terminou frente ao Porto com Saviola e Bruno César em vez de Aimar e Nolito. O Benfica começou o jogo a dominar com os romenos no meio-campo defensivo e durante muito tempo nas imediações da área defensiva. No entanto o número de oportunidades foi reduzido. Um remate de Witsel (12') desviado por um defesa quando a bola se encaminhava para a baliza, na sequência de um pontapé de canto, foi a maior havendo a registar ainda mais dois ou três lances de relativo perigo (nomeadamente um remate forte de Bruno César que saiu ligeiramente ao lado) durante uma primeira parte em que os encarnados tiveram sete pontapés de canto e Artur foi um espectador.

Aos 40' o Benfica finalmente marcou numa jogada de Gaitán pela direita que contemporizou para a desmarcação de Bruno César num movimento da esquerda para o meio, receber a bola de pé esquerdo e na cara do guarda-redes finalizou com o pé direito.

No recomeço do jogo, após o intervalo, o treinador do Otalul, Munteanu, meteu o arvançado argentino Viglianti, substituindo o centro campista nigeriano Ibeh, parecendo denotar maior capacidade ofensiva, mas os encarnados continuaram dominadores com posse de bola. Porém a equipa encarnada durante esta segunda parte mostrou-se muito cautelosa preferindo a troca de bola mais do que a criação de verdadeiras jogadas de ataque. A meio da segunda parte Saviola deu o lugar a Nolito, que destas vez, não se notabilizou. Rodrigo foi opção de Jesus para o lugar de Gaitán, mas o intuito do Benfica era já só conservador entrando Ruben Amorim a cerca de dez minutos do final (saiu Bruno César) para preenchimento do meio-campo defensivo. A equipa local com o aproximar do final do jogo e o resultado em aberto acreditou que podia empatar, o que, aliás, esteve perto de acontecer não fosse uma defesa de Artur a remate de Punosevac de fora da área na segunda leva de um pontapé de canto, após Witsel ter cortado de cabeça. A recarga ainda surgiu a sair a rasar o poste e, assim, o Benfica teve uma vitória justa mas que, por culpa própria, podia ter sido mais esclarecida. Já em tempos de desconto Rodrigo numa iniciativa individual fez um remate perigoso , de longe, mas o remate saiu ao lado.

A arbitragem comandada pelo espanhol, debutante em jogos da Liga dos Campeões, David Borbalán esteve em bom plano mas só na parte final exibiu o cartão amarelo, quando ainda na primeira parte a quantidade de faltas, em particular sobre Gaitán, poderia ter justificado a sua exibição antecipada.

Na terceira ronda o Benfica joga no dia 18 de Outubro em Basileia e, dada a surpresa do empate dos suiços em Manchester, precisa de não perder (admitindo que os ingleses não facilitarão mais e vencerão na Roménia), para depois ter vantagem na recepção ao seu adversário directo.

UEFA Champions League, Group stage (Group C), 27 September 2011, 20:45 CET
National Arena, Bucharest
Àrbitro: David Fernández Borbalán (Esp)

OTELUL GALATI: Grahovac, Skubic, Perendija, Costin, Ljubinkovic, Filip, Giurgiu, Ibeh (Viglianti int.), Antal, Laurentiu Bus (Frunză 65'), Pena (Punoševac 69').

BENFICA: Artur Moraes, Maxi Pereira, Luisão, Garay, Emerson, Javi García, Witsel, Bruno César, Gaitán, Saviola e Cardozo.

Golos: Bruno César 40'
Disciplina: 86' Cartão amarelo para Punoševac (Oţelul Galaţi) por protestar depois de ter feito falta sobre Javi Garcia
88' Cartão amarelo para Costin (Oţelul Galaţi)







Read More...

Uefa Champions League - Matchday 2: Internazionale and Benfica have won outside








Group Stage: Matchday 2; 27 September 2011 Results
Group A

Group B
Bayern M.
2-0
Man. City

CSKA Moskva
2-3Internazionale
Napoli
2-0
Villarreal

Trabzonspor
1-1Lille
Group C

Group D
Otelul
0-1Benfica
Real Madrid
3-0Ajax
Man. United
3-3
Basel
O. Lyonnais
2-0
Dinamo Zagreb

Big surprise in Old Trafford. The local team reached two goals of advantage, both scored by Welbeck (16' and 17') but Sir Ferguson's arrogance, leaving several of the best players out, almost cost the defeat. After goals by F. Frey (58') and A. Frey (scored two at 60' and 76' from penalty kick) the English team saved one point with the goal at minute 90 by Young. In this group Benfica have won in Bucuresti, Romania against Otelul Galati with a single goal by Bruno César and now there are three teams fighting for the qualification.

In the groups A and D the local teams have won the matches with Bayern (group A) and Real Madrid (group D) confirming their favouritism. It looks Napoli and Man. City disputes the second place (group A) and Ol. Lyonnais and Ajax will do the same in Group D.

In Group C Internazionale won in Moskva (3-2) and balanced the defeat of the first Matchday against Trabzonspor that today have need to recover of one goal against Olympic Lyonnais. Saw (30') gave advantage to French but, throught penalty kick, Colman equalized.

Standings
Group A

Group B
Bayern2
64-0
Trabzonspor2
4
2-1
Napoli2
43-1
Internazionale
233-3
Man. City
2
11-3
Lille
22
3-3
Villarreal
2
00-4
CSKA Moskva
2
14-5
Group C
Group D
Basel
245-4
Real Madrid
2
6
4-0
Benfica
2
4
2-1
Ol. Lyonnais
2
42-0
Man. United
2
2
4-4
Ajax
2
10-3
Otelul Galati
2
0
1-3
Dinamo Zagreb
2
00-3

Tomorrow - 28 September 2011
Group E
Group F
Valencia
20:45Chelsea

Arsenal
20:45Olympiacos
Leverkusen20:45Genk
Marseille20:45B. Dortmund
Group G
Group H
Zenit
18:00FC Porto
Bate Borisov
20:45
Barcelona
Shakhtar
20:45Apoel
Milan
20:45ViktoriaPlzen


Read More...

2011-09-14

Eis o bilhetinho mágico...



A surpresa (ou não?!) é que quem vai jogar é S. L. Benfica Futebol SAD ... Ora, eu sou desde miúdo adepto (e sócio) é do Sport Lisboa e Benfica...

Read More...

2011-08-25

Uefa Champions League - Group Stage: Draw







Group AGroup B Group CGroup D
Bayern M.
Internazionali
Man. UnitedReal Madrid
Villarreal
CSKA Moskva
Benfica
Ol. Lyonnais
Man. City
Lille
Basel
Ajax
Napoli
Trabzonspor
Otelul Galati
Dinamo Zagreb
Group EGroup FGroup GGroup H
Chelsea
Arsenal
Porto
Barcelona
Valencia
MarseilleShakhtar AC Milan
B. Leverkusen Olympiacos
Zenit
Bate Borisov
Genk
Bor. Dortmund
Apoel Viktoria


First Round (13 and 14 September 2011)
Group A

Group B
Man. City14-09
Napoli
Lille14-09CSKAMoskva
Villarreal
14-09
Man.United

Inter14-09Trabzonspor
Group C

Group D
Basel
14-09Otolul Galati
Din. Zagreb
14-09Real Madrid
Benfica
14-09
Man. United
Ajax
14-09
O. Lyonnais
Group E
Group F
Chelsea
13-09B.Leverkusen

Olympiacos
13-09Marseille
Genk
13-09Valencia
B. Dortmund
13-09Arsenal
Group G
Group H
FC Porto
13-09Shakhtar

Barcelona
13-09
Milan
Apoel
13-09Zenit
ViktoriaPlzen
13-09BateBorisov


Read More...

2011-03-17

Uefa Europa League: Portugal is great in Europa League with three teams in eight

Uefa Europa League - Round of 16
Villarreal2-1 (3-2)
Roma
PSG
1-1 (1-2)Benfica
Man. City
1-0 (0-2D. Kyiv
Zenit2-0 (0-3)Twente
Spartak Moskva3-0 (1-0)Ajax
Porto2-1 (1-0)CSKA Moskva
Rangers0-1 (0-0)PSV
Liverpool0-0 (0-1)Braga

The result of the first leg is shown in brackets
xxx Team qualified (in rose)

Qualified by countries:
Portugal 3 : Benfica, FC Porto, Braga
Netherlands 2: PSV, Twente
Russia 1: Spartak Moskva
Spain 1: Villarreal
Ukraine 1: Dynamo Kyiv

Champions League - Round of 16
Shakhtar3-0 (3-2)
Roma
Tottenham0-0 (1-0)Milan
Schalke04
3-1 (1-1)Valencia
Barcelona
3-1 (1-2)Arsenal
Chelsea0-0 (2-0)
Kobenhavn
Bayern
2-3 (1-0)Inter
Man.United
3-1 (0-0)Marseille
Real Madrid3-0 (1-1)Lyon

Qualified by countries:
England 3: Tottenham, Chelsea, Manchester United
Spain 2: Barcelona, Real Madrid
Ukraine 1: Shakhtar Donetsk
Italy 1: Internazionale
Germany 1: Schalke04

Read More...

2011-02-17

Uefa: European Competitions Results: Play at home didn't give great advantage (only four wins in twenty matches)

Uefa Europa League - Matchday 7 Round of 32
Metalist
0-4Leverkusen

Napoli
0-0Villarreal
Lille
2-2PSV
Rangers
1-1Sporting
Sparta Praha
0-0Liverpool
Lech Poznan1-0Braga
Anderlecht0-3Ajax
Basel
2-3Spartak Moskva
Besiktas
1-4Dynamo Kyiv
Aris0-0Manchester City
Rubin
0-2Twente
Young Boys
2-1Zenit
PAOK
0-1CSKA Moskva
Sevilla1-2FC Porto
Benfica
2-1Stuttgart
Bate Borisov2-2P. Saint-Germain

The table is designed to able to see at the same row the match for the round of 16.
For example, on the round of 32 Metalist plays against Leverkusen and Napoli against Villarreal. The winners play one against other on the round of 16.

First-leg home team shown first.

Champions League 15 /16 Feb.
AS Roma
2-3ShakhtarDonetsk
AC Milan0-1Tottenham
Valencia
1-1Schalke 04
Arsenal
2-1FC Barcelona
FC Kobenhavn22 Feb
Chelsea FC
Internazionale22 Feb Bayern München
Marseille
23 FebManchester United
Lyon
23 FebReal Madrid



Read More...

2010-12-08

Uefa Champions League: Shakhtar, Arsenal and Rome get qualification

Uefa Champions League logo







Today - 8 December 2010
Group E
Group F
Bayern3-0Basel
Marseille1-0Chelsea
Cluj1-1Roma
Zilina1-2
Spartak Moskva
Group G
Group H
Real Madrid
4-0Auxerre
Arsenal3-1Partizan
Milan
0-2Ajax
Shakhtar2-0Braga


Final Standings
Group E
Group F
Bayern
6
1516-6
Chelsea6
15
14-4
Roma
610
10-11
Marseille61212-3
Basel6
68-11
Spartak Moskva6
9
7-10
Cluj
646-12
Zilina
603-19
Group G
Group H
Real Madrid
6
1615-2
Shakhtar61512-6
Milan
68
7-7
Arsenal61218-7
Ajax6
76-10
Braga6
97-9
Auxerre
6
33-12
Partizan
6
02-13

XXXX Qualified to next phase
XXXX Qualified to Uefa Cup


Yesterday 7 December 2010
Group A
Group B
Twente
3-3Tottenham
Lyon
2-2Hapoel Tel-Aviv
Bremen
3-0Inter
Benfica 1-2Schalke
Group C
Group D
Man. United1-1Valencia
Barcelona2-0
Rubin
Bursaspor
1-1Rangers
Kobenhavn3-1Panathinaikos



Final Standings
Group A

Group B
Tottenham 6
1118-11
Schalke6
13
10-3
Internazionale6
1012-11
Ol. Lyonnais
61011-10
Twente
669-11
Benfica
66
7-12
W. Bremen
6
56-12
Hapoel Tel-Aviv
6
57-10
Group C
Group D
Man. United
6147-1
Barcelona6
1414-3
Valencia
6
11
15-4
Kobenhavn
6
107-5
Rangers
6
6
3-6
Rubin Kazan6
6
2-4
Bursaspor
6
1
2-16
Panathinaikos
6
22-13

XXXX Qualified to next phase
XXXX Qualified to Uefa Europa League

Qualified by countries:
England: Chelsea, Tottenham, Man. United, Arsenal
Spain: Real Madrid, Barcelona, Valencia
Italy: Internazionale, Roma, Milan
Germany: Bayern, Schalke
France: Marseille, Ol. Lyonnais
Ukraine: Shakhtar
Denmark: Kobenhavn

Read More...

2010-12-07

Benfica perde e deixou a salvação da Liga Europa nos pés alheios

Benfica logo

Schalke logoBenfica

1-2

Schalke



Muito burgueses, sem chama e descoloridos como a cor das camisolas

O que se passa com este Benfica 2010/2011? Mais uma derrota na Champions League, uma descolorida exibição contagiada pelo vazio das bancadas - um jogo da Champions com tão pouca assistência - e uma cor de camisolas impensável.

O Benfica está a perder os valores. Mal o jogo começou fiquei logo irritado:

1) Quem raio manda na escolha dos equipamentos? Perante uma equipa que joga de azul o Benfica apresenta camisola branca e calções avermelhados (cor de vinho) e meias brancas? Onde está o equipamento tradicional do Benfica?

2) Jorge de Jesus agora deu-se para inventar em todos os jogos! Porquê a aposta em César Peixoto quando na ala direita o Schalke tinha o seu pior jogador da linha defensiva - o japonês Ushima?

O Schalke bastou jogar concentrado em termos defensivos para não permitir até aos 65 minutos de jogo um único remate direccionado à baliza. O Benfica teve posse de bola, mas sempre bloqueada, com passes laterais, sem chama, sem dinâmica, incapaz de criar desequilíbrios. Depois já sabemos que a defesa está irregular. O Shalke com menos posse de bola trocava-a de forma mais à vontade perante a falta de pressão e de capacidade de recuperação de posse de bola dos locais. Jurado em termos de organização ofensiva e Papadopoulos em termos de corte de jogo e disponibilidade física sobrepunham-se a um inexistente César Peixoto, a um ausente Aimar (ficou no banco) e à falta de ideias de toda a equipa benfiquista.

O Schalke inaugurou o marcador, por Jurado a finalizar em plena área depois de vários toques de jogadores alemães, com assistência de peito! de Raul em plena área defensiva do Benfica, logo aos 20 minutos e a incapacidade mental dos portugueses (isto é dos jogadores da equipa portuguesa, porque, realmente, portugueses só eram três: Rubem Amorim, Fábio Coentrão e Carlos Martins) agravou-se.

No início da segunda parte Jesus fez duas substituições: a de César Peixoto (qualquer cego via isso) por Gaitán que nem começou bem e de Maxi Pereira (recuando Rubem Amorim para defesa) por Aimar. O Benfica esteve o primeiro quarto de hora a ver os alemães jogarem. De Lyon vinham notícias de golos, primeiro do Lyon logo a seguir do empate israelita... e os adeptos ficavam a tremer de frio e da chuva e da evolução negativa dos resultados.

Aos 66' o primeiro remate direccionado à baliza de Neuer e não fosse a qualidade do guarda-redes alemão teria sido golo. Foi um remate forte de Cardozo que o guarda-redes internacional dos visitantes defendeu para canto. A partir desta altura o Benfica melhorou um tanto, Javi Garcia finalizou ao lado uma boa oportunidade em recarga.

Por volta dos 70' de jogo há notícias do segundo golo do Hapoel e o Benfica fica fora da Europa. Cenário surrealista; Porto, Sporting e Braga na Liga Europa e Benfica não só de fora da Champions (num grupo acessível) como a classificar-se em último lugar acabando a época europeia!

Finalmente uma grande jogada do Benfica: Carlos Martins demora no passe para a esquerda onde havia dois benfiquistas isolados, emendou ainda com passe para Aimar mas o remate deste é ao lado - mais uma vez ao lado!

Para piorar as coisas da ressaca de um pontapé de canto Fábio Coentrão sai fora de tempo na tentativa de colocação do fora de jogo e Howedes completamente isolado faz o que quer - o segundo golo alemão. O Benfica está perdido. Também de bola parada numa insistência Luisão reduz para 1-2 no segundo remate direccionado à baliza de Neuer (o Benfica fez 16 remates apenas 3 dirigidos à baliza; os alemães fizeram seis remates dos quais quatro à baliza e dos quatro, dois golos!).

Finalmente uma notícia menos má ... tipo prenda de Natal. O Lyon empata o jogo com o Hapoel e deixa o Benfica na Liga Europa! Salva-se Jorge de Jesus e o orgulho dos adeptos encarnados por mais algum tempo ...

Já sem Carlos Martins (substituído por Salvio) foi David Luiz marcar um livre directo... ao poste! A última oportunidade para evitar a derrota encarnada. Se os adeptos reduzem o sofrimento com o apuramento para a Liga Europa os jogadores e a equipa nem isso mereciam...

Rui Costa vem no final penitenciar-se por não ter conseguido os objectivos na Champions mas que a equipa ainda está em quatro frentes! Porém, a jogar assim como se joga... esta época só pode ser de frustração! Que raio de bactéria infectou a equipa do Benfica? Ano passado deslumbrou... este ano está pior do que no tempo de Quique Flores... e não se vê tentativas de alteração das coisas. Nem sequer há uma oportunidade para jogadores pouco rodados. Weldon não tem oportunidade? Felipe Menezes é jogador do Benfica? Porque se prescindiu de Urretaviscaya e prefere-se ficar com César Peixoto? Se oferecem 25 milhões por "este" David Luíz porque não se vende (o da época passada valia 40 milhões, mas não é o mesmo)? Enfim...

Ficha do Jogo:
Uefa Champions League Group Stage 6th Matchday

Estádio da Luz
Árbitro: Howard Webb (Ing)
Benfica: Roberto, Maxi Pereira (Aimar 46'), Luisão, David Luiz e Fábio Coentrão; Rúben Amorim, Javi García, César Peixoto (Gaitan 46') e Carlos Martins (Salvio 79'); Cardozo e Saviola

Schalke: Neuer, Uchida, Howedes, Metzelder e Schmitz; Jurado (Jendrisek 87'), Kluge (Matip 82'), Papadopoulos e Rakitic; Raúl e Huntelaar (Edu 85').

Golos: Jurado 20', Howedes 81' , Luisão 87'

Disciplina:
62' Cartão Amarelo para Huntelaar (Schalke) por pontapear a bola para longe depois de o árbitro apitar.
67' Cartão Amarelo para David Luiz (Benfica) por rasteirar Jurado impedindo contra-ataque
71' Cartão Amarelo para Saviola (Benfica) por cair na área. O árbitro considera que o argentino simula a grande penalidade.
76' Cartão Amarelo para Aimar (Benfica) por rasteirar um adversário. Continuou a protestar com o árbitro..
77' Cartão Amarelo para Rakitic (Schalke) por rasteira sobre Aimar.

Read More...

2010-11-24

Champions League: 14 of 16 qualified are from five countries: England, Spain, Italy, Germany and France

Uefa Champions League logo







Today, 24 November 2010
Group A
Group B
Internazionale
1-0Twente
Schalke3-0Lyon
Tottenham3-0Bremen
Hapoel Tel-Aviv
3-0Benfica
Group C
Group D
Valencia
6-1Bursaspor
Rubin
1-0Kobenhavn
Rangers
0-1Man. United
Panathinaikos
0-3Barcelona

Standings
Group A
Group B
Tottenham51015-8
Schalke
5108-2
Internazionale
51012-8
Ol. Lyonnais599-8
FC Twente55
6-8
Benfica
566-10
Werder Bremen
523-12
Hapoel Tel Aviv545-8
Group C
Group D
Man United
5136-0
Barcelona
51112-3
Valencia
510
14-3
Kobenhavn
574-4
Rangers
552-5
Rubin Kazan
562-2
Bursaspor
501-15
Panathinaikos
521-10

XXXX Qualified to next phase
XXXX Qualified to Uefa Cup

Last Round - 9 December 2009
Group A
Group B
Twente
-Tottenham
Benfica-Schalke
Bremen
-Internazionale
Ol. Lyonnais-Hapoel Tel-Aviv
Group C
Group D
Bursaspor
-Rangers
Barcelona
-Rubin
Man. United
-Valencia
Kobenhavn
-Panathinaikos


Yesterday, 23 November 2010
Group E
Group F
Roma3-2Bayern
Spartak Moskva0-3Marseille
Basel1-0Cluj
Chelsea2-1Zilina
Group G
Group H
Ajax0-4Real Madrid
Braga
2-0Arsenal
Auxerre0-2Milan
Partizan0-3Shakhtar


Standings
Group E

Group F
Bayern 51213-6
Chelsea51514-3
Roma
5
99-10
Marseille
5911-3
Basel 568-8
Spartak Moskva565-9
Cluj
535-11
MSK Zilina
502-17
Group G
Group H
Real Madrid
51311-2
Shakhtar
51210-6
Milan58 7-5
Arsenal
5915-6
Ajax
544-10
Braga
595-9
Auxerre533-8
Partizan
501-10

XXXX Qualified to next phase
XXXX Qualified to Uefa Cup

Last Round - 8 December 2009
Group E
Group F
Bayern
-
Basel
Marseille-Chelsea
Cluj
-Roma
Zilina-Spartak Moskva
Group G
Group H
Real Madrid-Auxerre
Arsenal-Partizan
Milan
-Ajax
Shakhtar-Braga

Clubs already qualified:
England: Tottenham, Man. United, Chelsea, Arsenal*
Italy: Internazionale, Milan, Roma*
Spain: Valencia, Barcelona, Real Madrid
Germany: Schalke, Bayern
France: Ol. Lyonnais, Marseille
Ukraine: Shakhtar*
Kobenhav (Denmark) or Rubin Kazan (Russia)

* Not yet qualified but with high probability

Read More...

Benfica sofre mais um resultado humilhante...

Emblema do BenficaHapoel Telaviv logoHapoel

3-0

Benfica




Confirmação de equipa (?) mentalmente derrotada

Jesus dizia que este jogo era uma finalíssima. O que o jogo mostrou é que a equipa não se mostrou preparada. Este Benfica a jogar fora de casa se sofre um golo em primeiro lugar (o que é frequente) até com o Cascalheira de Baixo perde!

Começou o jogo com postura ofensiva (embora com Coentrão tímido sem subir como habitualmente) dando mostras de ser uma equipa muito superior aos israelitas. Canto atrás de canto, livre atrás de livre, bastantes desperdiçados sem criar perigo, longe dos tempos em que de bola parada a equipa encarnada era temível.

Aos 23' livre na intermediária encarnada, por falta de David Luiz sobre Shechter, bola para a molhada e ... golo do Hapoel por Zahavi de cabeça com a bola ainda a bater em David Luiz.

Pois é... para marcar um golo não é preciso chegar à baliza muitas vezes. Ficaram criadas as condições +propícias para o "desastre". A equipa desanima, Aimar é o único a pegar no jogo; não se percebe a ausência de Carlos Martins, Kardec desperdiça o empate; noutro lance a bola acaba dentro da baliza do Hapoel rematada por Saviola mas foi assinalado (mal) um fora de jogo (inexistente).

Na segunda parte entra Cardozo no lugar de Saviola e o ataque massivo do Benfica empurra o Hapoel para dentro da área defensiva. Canto, mais canto, outro canto (no final foram 20!!!! contra 3 do Hapoel), bola salva de cabeça em cima da linha, bola salva com os pés em cima da linha, Kardec falha um golo de baliza aberta. Pois é um golo nesta fase do jogo e tudo mudaria. Mas...

Não é dia do Benfica. O problema é que nesta época poucos são os dias do Benfica. Carlos Martins de longe e grande defesa de Enyaama. Depois...o costume. De vez em quando lá os israelitas se soltam. Pontapé de canto (o primeiro) e golo... perante a passividade de Javi Garcia que deixa a bola bater-lhe e perde o norte oferecendo um golo. Já com a equipa destruída ainda o 3-0 ao minuto 90.

Para quem dizia que se tratava de uma finalíssima este Benfica demonstrou estar mal preparado. Benfica definitivamente fora da Champions League com três derrotas em tantos jogos fora e pior do que isso sem marcar um único golo e sofrendo sete!

Que raio de vírus se propagou a Jesus? Esta situação do Benfica já não é meramente conjuntural...

Resta qualificar-se para a Europa League, o que, aliás, com os resultados de hoje ainda não está assegurado.

Group stage (Group B) - 24/11/2010 - 20:45CET (21:45 local time) - Bloomfield Stadium - Tel Aviv
Árbitro: Alain Hamer (LUX) Assistentes: François Mangen e Christian Holtgen (LUX)

HAPOEL TELAVIVE: Enyaama, Dani Bondarv, Douglas da Silva, Fransman, Ben Dayan, Vermouth, Abutbul (Badier 78'), Yadin, Zahavi, Tamuz (Ben Sahar 66'), Shechter (Shivhon 58').

BENFICA: Roberto, Maxi Pereira, Luisão, David Luiz, Fábio Coentrão, Javi García (Jara 79'), Salvio (Carlos Martins 65'), Aimar, Gaitán, Saviola (Cardozo 46'), Kardec.

Golos: Zahavi 2 (aos 24' e 90'+2'), Douglas da Silva (74').
Disciplina: 29' Cartão Amarelo para Saviola por derrube a Yadin.
33' Cartão Amarelo para Ben Dayan.
43' Cartão Amarelo para Yadin por falta cometida sobre Aimar.
52' Cartão Amarelo para Fransman, por falta cometida sobre Kardec.

Read More...

2010-11-23

Braga vence na champions o poderoso Arsenal

Arsenal logoBraga logo
Braga


2-0

Arsenal


Matheus de ouro...


O Braga conseguiu hoje enriquecer o seu curriculum (e os seus cofres) com o resultado mais significativo da sua história. Derrotar os ingleses do Arsenal e por dois golos de diferença corrigindo, assim, os 0-6 da primeira mão em Londres.

É certo que os resultados de hoje foram mais um passo para a confirmação de que o Braga não passará à fase seguinte da prova (o Shakhtar confirmou o seu favoritismo vencendo em Belgrado o Partizan e logo por 3-0, assumindo o comando do Grupo) , mas a equipa portuguesa demonstrou que está por mérito próprio na mais importante prova do futebol europeu e que não é o "bombo da festa" que os dois primeiros jogos apregoou.

Mais experiente agora a equipa bracarense soube dar mais iniciativa à equipa inglesa durante a primeira parte, mas jogando com concentração procurando cortar os espaços a Fàbregas e a Theo Walcott. A equipa inglesa teve um na posse de bola superior aos 60% mas em termos de remates à baliza apenas um para cada lado, sendo o da equipa inglesa na marcação de um livre perigoso que Felipe defendeu para canto.

Na segunda parte a equipa bracarense apareceu mais solta a conseguir algumas transições ofensivas e a carregar os ingleses de cartões amarelos (três jogadores foram admoestados pelo árbitro húngaro). Já com várias substituições em campo de ambos os lados e o Arsenal sem Fàbregas e Wallcott adivinhava-se que o jogo iria terminar com um golo, faltava saber para que lado. Podia ter sido para o Arsenal num lance em que Vela pareceu-nos ter sido carregado na área de rigor bracarense mas o árbitro optou por mostrar amarelo ao jogador mexicano do Arsenal.

Aos 82' Eboué saiu em maca e deixou o Arsenal reduzido a dez unidades.

Numa jogada de ataque inglês a bola iria sair pela lateral mas Allan foi lá evitar e dar início à jogada de contra-ataque que viria a dar o primeiro golo do Braga. Lançamento em profundidade de Élton para a desmarcação de Matheus que à saída do guarda-redes finalizou de pé esquerdo com êxito.

Já faltavam poucos minutos para o final os ingleses a forçarem o empate e em contra-ataque o Braga outra vez por Matheus foi mortífero; desta vez com dois adversários pareceu em certo momento que o lance iria ser perdido mas o avançado não desistiu e conseguiu ludibriar os adversários para finalizar de novo com o pé esquerdo para o mesmo lado da baliza fazendo um golo extraordinário e ampliando o sucesso bracarense.

Uma palavra de apreço também para Rodriguez que fez uma exibição impecável no centro da defesa do Braga.

Em termos de classificação o Shakhtar comanda com doze pontos, Arsenal e Braga têm nove, mas só um desaire improvável do Arsenal em casa frente ao Partizan qualificaria os bracarenses se estes fizerem melhor resultado em Donetsk. No confronto directo com os bielorrussos só uma vitória por quatro golos qualificaria a equipa portuguesa.

Viktor Kassai (HUN)
Stadium: Estádio Municipal de Braga, Braga (POR)

SC BRAGA: Felipe, Miguel Garcia, Moisés, Rodríguez, Elderson, Salino, Vandinho (Hugo Viana 89'), Alan, Luís Aguiar (Andrés Madrid 79'), Matheus e Lima (Élton 81').

ARSENAL: Fabianski, Eboué, Squillaci, Djourou, Kieran Gibbs, Denílson, Jack Wilshere, Walcott (Carlos Vela 76'), Fabregas (Nasri 69'), Rosicky e Bendtner (Chamakh 74').

Golos: Matheus 2 (83' e 90+3')
Disciplina: 38'Cartão Amarelo para Eboué (Arsenal), por falta sobre Matheus. Livre na esquerda junto à linha de fundo.
55'Cartão Amarelo para Luís Aguiar (SC Braga), por falta sobre Fabregas.
70'Cartão Amarelo para Denílson (Arsenal), por falta sobre Salino.
74' Cartão Amarelo para Djourou (Arsenal), por falta sobre Lima.
78'Cartão Amarelo para Carlos Vela (Arsenal) por simular grande penalidade.
79'Cartão Amarelo para Miguel Garcia (SC Braga), por falta sobre Wilshere.
85'Cartão Amarelo para Rosicky (Arsenal).

Read More...

2010-11-03

Braga volta a vencer o Partizan (mas o Arsenal não ajudou ao perder em Donetsk).

Partizan logoShakhtar logo

Partizan

0-1

Sp. Braga

Continuidade na Europa do futebol assegurada

O Braga registou a segunda vitória na Liga dos Campeões e fez o seu papel ao vencer em Belgrado perante um Estádio cheio (cerca de 32 mil espectadores) o Partizan.

No entanto, o triunfo foi ofuscado pelas más notícias vindas de Donetsk onde o Arsenal, que até marcou primeiro, foi derrotado pelo Shakhtar colocando o Braga em maus lençóis para se qualificar. Só mais dois triundos Arsenal em casa e Shakhtar fora e mesmo assim... pode não chegar. De qualquer modo a equipa bracarense assegurou já a permnanência na Europa do futebol para a além da conclusão desta fase de grupos, uma vez que o terceiro lugar ficou hoje garantido e consequentemente também a transiç~ºao para a LKiuga Europa onde poderá encontrar o Porto, o Sporting e até o Benfica caso este (também) nãp consifa a qualifiacação na Champions.

Mas vamos ao jogo de hoje. Previa-se um jogo equilibrado perante duas equipas que privilegiam a posse de bola e têm jogadores tecnicistas. Mas o jogo não foi de grande qualidade.

A equipa sérvia não entrou bem no jogo e o Braga aproveitou esse facto e fez uma boa primeira parte terminando a vencer com um golo de cabeça marcado por Moisés quase do limite da grande área após livre marcado por Luís Aguiar. Fopi, de facto um excelente cabeceamento do central bracarense, colocado e aproveitando o adiantamento de Stojkovic.

Na segunda parte as coisas complicaram-se mais para o N»Braga que passou por dois períodos de pressão ofensiva forte da equipa local. Por volta da passagem do primeiro quarto de hora e depois na parte final do desafio em que o empate esteve eminente mas em que por uma vez a finalização de Moreira (jogador português que ficou conhecido aquando da passagem pelo Boavista) encontrou Felipe bem colocado e noutra o remate saiu por alto.

O Braga não conseguiu as transições ofensivas rápidas e acertadas que lhe é timbre efectuar (que o diga o Sevilha!) mas demonstrou ser uma equipa mais forte do que o Partizan pelo que não admira a confirmação da equipa portuguesa no terceiro lugar da classificação. Mais ...é que, como se disse, no início desta crónica, parece quase impossível. Seria preciso vencer o Arsenal e depois ir ganhar a Donetsk e ainda esperar um deslize destas equipas frente ao Partizan uma vez que em goal-average a equipa bracarense esté em nítida desvantagem...

A arbitragem do árbitro sueco Hansen (o árbitro que deixou passar o famoso golo com a mão no jogo França-Rep. da Irlanda que deu a qualificação dos franceses para o Mundial - em que tiveram de meter a viola ao saco, com uma pobre performance, como se sabe), esteve em plano razoável.

Fase de Grupos da Liga dos Campeões, Grupo H - 4ª. Jornada
03/11/2010 - 20:45CET (20:45 local time)
Árbitro: Martin Hansson (SWE), assistentes: Fredrik Nilsson (SWE), Henrik Andren (SWE)

PARTIZAN: Stojkovic, Miljkovic, Jovanovic, Krstajic, Lazevski, Ivica Iliev (Scepovic 78'), Moreira, Petrovic, Sasa Ilic, Cléo, Boya (Babovic 59').

SC BRAGA: Felipe, Sílvio, Moisés, Rodríguez, Elderson, Vandinho, Luís Aguiar, Alan (Andrés Madrid 68'), Márcio Mossoró (Salino 51'), Paulo César, Matheus (Lima 88').

Golos: Moisés aos 35'

Disciplina; 1'Cartão Amarelo para Moreira (Partizan).
50'Cartão Amarelo para Moisés (SC Braga).
54'Cartão Amarelo para Petrovic (Partizan), por falta Salino.
76'Cartão Amarelo para Babovic (Partizan) por falta sobre Rodriguez.
88'Cartão Amarelo para Luís Aguiar (SC Braga), por falta sobre Babovic.

Read More...