Blog Widget by LinkWithin
Mostrar mensagens com a etiqueta João Braz. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta João Braz. Mostrar todas as mensagens

2014-03-13

De Braço Dado... - João Braz

Ao Dr. Joaquim Magalhães

De braço dado, pois, de braço dado...
Amigos que de há muito se conhecem,
A conversar assim até parecem
Irmãos, mais do que amigos lado a lado...

Vamos olhar as coisas que merecem
Prender o nosso olhar enamorado,
E ouvir de qualquer Poeta que, inspirado
Cante quano as estrelas aparecem...

Que fique de nós dois, neste passeio,
A imagem de quem segue sem receio
Companheiro e caminhos que escolheu!

No palco desta vida, segue a peça!
Vamos atuar nela e não se esqueça
Ninguém quanto valemos Tu e Eu!...


João Braz Machado (São Brás de Alportel, 13 de março de 1912 - Portimão, 22 de junho de 1993)

Read More...

2012-06-22

Quadras Soltas - João Braz

Em época de santos populares fica bem a colocação destas Quadras Soltas relembrando o poeta algarvio João Braz Machado por altura do 19º. aniversário do seu desaparecimento:

Alguém que te viu contente,
Rojando sedas, na rua,
Afirmou a muita gente
Que és muito mais linda nua...

Não andas relacionada
Comigo, mas sei quem és...
Já me foste apresentada
Na má língua dos Cafés.

Não ergas com tal desdém
Por mim, o teu lindo olhar,
Se não eu conto a alguém
O que sei, para o baixar...

Nos mastros por onde andei,
O alecrim ardia aos molhos
E no fim, só me queimei
Na fogueira dos teus olhos...

Ó meu amor, não vás tanto
Rezar junto a Santo António...
- Não caia o pobre do Santo
Na tentação do demónio!

Se alguma vez, ao deitar,
Ao luar te mostras nua,
Nunca mais temos luar
A não ser na tua rua...

Nas bocas que sem desejo
Minha boca anda a beijar,
Mato saudades dum beijo
Que a tua não me quiz dar.

João Braz Machado (São Brás de Alportel, 13 de Março de 1912 - Portimão, 22 de Junho de 1993)

Read More...