Blog Widget by LinkWithin

2019-05-07

Chão de Estrelas - Orestes Barbosa, na voz de Maysa



Minha vida era um palco iluminado
Eu vivia vestido de dourado
Palhaço das perdidas ilusões,
Cheio dos guizos falsos da alegria,
Andei cantando a minha fantasia
Entre as palmas febris dos corações.

Meu barracão no morro do Salgueiro,
Tinha o cantar alegre de um viveiro,
Foste a sonoridade que acabou,
E, hoje, quando do sol, a claridade
Forra o meu barracão sinto saudade,
Da mulher, pomba rola, que voou...

Nossas roupas comuns dependuradas,
Na corda qual bandeiras agitadas,
Parecia um estranho festival,
Festa dos nossos trapos, coloridos,
A mostrar, que nos morros, mal vestidos,
É sempre feriado nacional...

A porta do barraco era sem trinco,
Mas a lua furando o nosso zinco,
Salpicava de estrelas nosso chão,
E tu pisavas nos astros distraída,
Sem saber que a ventura desta vida,
É a cabrocha, o luar, e o violão.

Composição musical de Sílvio Caldas, letra de Orestes Barbosa

Orestes Dias Barbosa, n. Rio_de_Janeiro, 7 de maio de 1893; m. 15 de agosto de 1966

Read More...

2019-05-06

La Mar de Músicas - 25ª edição, em Cartagena, tem Portugal como país convidado

O Festival "La Mar de Músicas", que já vai na 25ª Edição, realiza-se de 19 a 27 de julho, na cidade de Cartagena, em Espanha e tem o foco do programa desta edição estabelecido sobre Portugal.

A Press Release do Festival dá destaque a Elza Soares, Kamasi, Washingtom, Ólafur Arnalds, Salif Keita, Mariza, Snarky Puppy, Toquinho feat Silvia Pérez Cruz, Amaia e Estrella Morente. No entanto, sendo uma edição em que Portugal surge como foco especial de destaque, outros artistas portugueses da música de vários géneros como Ana Moura, António Zambujo, Luisa Sobral, Rui Massena, Dead Combo e muitos outros estarão presentes para além de grandes nomes da música brasileira e internacional.

Com um programa deste calibre que augura um grande sucesso, valerá bem a pena uma visita a esta bela cidade espanhola, situada na Costa do Mediterrâneo, na comunidade autónoma da Região de Múrcia, durante o próximo mês de julho.


Read More...

2019-04-18

Sonho Oriental - Antero de Quental

Sonho-me ás vezes rei, nalguma ilha,
Muito longe, nos mares do Oriente,
Onde a noite é balsâmica e fulgente
E a lua cheia sobre as aguas brilha...

O aroma da magnólia e da baunilha
Paira no ar diáfano e dormente...
Lambe a orla dos bosques, vagamente,
O mar com finas ondas de escumilha...

E enquanto eu na varanda de marfim
Me encosto, absorto num cismar sem fim,
Tu, meu amor, divagas ao luar,

Do profundo jardim pelas clareiras,
Ou descansas debaixo das palmeiras,
Tendo aos pés um leão familiar.

Antero Tarquínio de Quental (Ponta Delgada, 18 de abril de 1842 – Ponta Delgada, 11 de setembro de 1891)

Read More...

2019-04-17

Boletim - Miguel Torga

Coimbra, 17 de Abril de 1969

Tarde limpa,
De pureza comungada.
No rio, corre, parada,
a paisagem reflectida;
Há não sei que voz traída
No silêncio do que é mudo;
A luz parece despida;
E uma alegria incontida
Sorri no rosto de tudo.

in Diário XI 1973
Extraído de Miguel Torga, Poesia Completa, Publicações Dom Quixote

Miguel Torga, mais precisamente Adolfo Correia da Rocha, nasceu em São Martinho de Anta, Sabrosa, Trás-os-Montes, a 12 de agosto de 1907; morreu em Coimbra a 17 de janeiro de 1995.

Read More...

2019-03-27

Arte-final - Affonso Romano de Sant'Anna

Não basta um grande amor
para fazer poemas.
E o amor dos artistas, não se enganem,
não é mais belo
que o amor da gente.
O grande amante é aquele que silente
se aplica a escrever com o corpo
o que seu corpo deseja e sente.
Uma coisa é a letra,
e outra o ato,
quem toma uma por outra
confunde e mente.


Affonso Romano de Sant'Anna (Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil, 27 de março de 1937)

Read More...