Blog Widget by LinkWithin

2012-06-30

Vivo na esperança de um gesto - Reinaldo Ferreira

Vivo na esperança de um gesto
Que hás-de fazer.
Gesto, claro, é maneira de dizer,
Pois o que importa é o resto
Que esse gesto tem de ter.
Tem que ter sinceridade
Sem parecer premeditado;
E tem que ser convincente,
Mas de maneira diferente
Do discurso preparado.
Sem me alargar, não resisto
À tentação de dizer
Que o gesto não é só isto...
Quando tu, em confusão,
Sabendo que estou à espera,
Me mostras que só hesitas
Por não saber começar,
Que tentações de falar!
Porque enfim, como adivinhas,
Esse gesto eu sei qual é,
Mas se o disser, já não é...

Reinaldo Edgar de Azevedo e Silva Ferreira (n. em Barcelona, a 20 de Março de 1922; m. em Moçambique a 30 de Junho de 1959).
Duma outra infância inventada
Eu, Rosie, eu se falasse eu dir-te-ia
Quem dorme à noite comigo

Meu Quase Sexto Sentido
Uma Casa Portuguesa
Passemos Tu e Eu Devagarinho


2 comments:








tulipa

disse...

Por aqui convido a visitar
"Os meus Pensamentos"
com imagens dos arrozais perto de Chiang Mai, na Tailândia.
No outro, dos meus
"Momentos Perfeitos" um filme
acho que, no meu futuro
(dentro de 10 anos)
gostaria de sentir-me como personagem desse filme,
que fala de pessoas que acabaram de passar à reforma...
e, mais não digo!
Vem espreitar.
Beijinho

Já volto!





Valeria Serra Azul Albuquerque

disse...

Sim, trata-se da mesma pessoa. O Poeta Serra Azul.