Blog Widget by LinkWithin

2016-07-27

Canção de Bodas - Lope de Vega

Amendoeira em flor (foto daqui)

Que te felicitem
o maio garrido,
os alegres campos,
as fontes, os rios.
Ergam as cabeças
amieiros finos,
e com novos frutos
amendoeiras lindas.
Lancem as manhãs,
depois do rocio,
em espadas verdes
guarnição de lírios.
Subam os rebanhos
pelo monte acima
que a neve cobriu,
a pastar tomilhos

Trad. José Bento in Rosa do Mundo, 2001 Poemas para o Futuro, Assírio & Alvim


Félix Lope de Vega, também citado como Félix Lope de Vega Carpio ou Lope Félix de Vega Carpio, naceu a 25 de novembro de 1562 em Madrid; faleceu a 27 de agosto de 1635 em Madrid.