Blog Widget by LinkWithin

2015-12-04

A LIÇÃO PERPÉTUA - Filinto de Almerida



São Luís de Camões, patrono e santo
Que desde a infância venerar intento,
Como merece quem por mim fez tanto
Que até deu asas ao meu pensamento!

Da tua Musa o constelado manto,
Da poeira d'astros que arremessa ao vento
Alguma cai sobre o sorriso e o pranto
Dos breves poemas que a rimar invento.

Meu Pai espiritual, meu Guia e Mestre,
Nesta passagem rápida terrestre
Em que só cantam almas peregrinas,

Ao fim da vida, ainda, em sobressaltos,
Canto, graças a ti, nos moldes altos
Da perpétua lição que tu me ensinas.

Francisco Filinto de Almeida (n. no Porto em 4 de dezembro de 1857; m. no Rio de Janeiro, RJ, em 28 de janeiro de 1945).

Ler do mesmo autor:
Amor e Razão
Chama da Vida
Misteriosa
Funesta
Último Apelo


0 comments: