Blog Widget by LinkWithin

2012-03-06

Canção da Minha Saudade - Wilmar Fonseca


Canção de Minha Saudade [ Ray Brito e Tinho Fonseca ] - Letra de Wilmar Fonseca; Música de Wilson Fonseca

Nunca vi praias tão belas
Prateadas como aquelas
Do torrão em que nasci!
Da CAIEIRA, do LAGUINHO
(MAPIRI é um carinho)
Onde canta a Juruti.
Nunca vi praia tão boa
Como aquela da COROA
Bem pertinho do SALÉ…
De SÃO MARCOS, tão branquinha
(A candura da PRAINHA)
VERA-PAZ… MARIA JOSÉ!
Bem juntinho àquela serra
Que domina a minha terra,
Tem um pé de sapoti
Onde entoa, sem mentira,
Alegrando CAMBUQUIRA
O seu canto o Bem-te-vi.
Quem me dera em suas águas
Sufocar as minhas mágoas
A beira do Igarapé!
E depois no IRURÁ
(Ó meu Deus, quando será?)
Reviver a minha fé.
Mergulhei já no AMAZONAS
(Não me digas: tu blasonas)
P’ra no TAPAJÓS boiar…
Há encanto em teus jardins
Vicejando benjamins
Que prateiam ao luar.
Tens Maria por padroeira
Essa Mãe tão brasileira,
SANTARÉM DA CONCEIÇÃO .
Se relembro teus recantos,
Ó Jesus lá vêm meus prantos,
Vou cantando esta canção!

Wilmar Dias da Fonseca, nasceu em Santarém, Pará a 6 de março de 1915; faleceu na cidade de Mogi das Cruzes, São Paulo a 12 de setembro de 1984


1 comments:








Olhos de mel

disse...

Meu amigo querido; linda demais! Amei o vídeo, as imagens e a musica! Deus uma saudade danada, ainda que não saiba de que.
Beijos