Blog Widget by LinkWithin

2011-06-29

Simpatia - Um poema infantil de Afonso Schmidt

imagem daqui

Numa tarde longa e mansa,
os dois pela estrada vão:
o cão estima a criança,
e a criança estima o cão.

Que delicada aliança
dos seres da criação:
uma risonha criança,
um robustíssimo cão.

Deus percebeu a lembrança
e sorriu lá na amplidão:
ele gosta da criança,
que trata bem o seu cão.

Por isso, na tarde mansa,
os dois felizes lá vão:
a delicada criança
e o robustíssimo cão.

in Poesia brasileira para a infância, Cassiano Nunes e Mário da Silva Brito, São Paulo, Saraiva:1968

Afonso Schmidt nasceu em Cubatão, Estado de São Paulo, a 29 de junho de 1890, m. em São Paulo a 3 de abril de 1964)

Ler do mesmo autor, neste blog:
Cubatão
Chromo
O Poema da Casa Que Não Existe

PS: Em memória do Niko que partiu deste mundo, mas que durante a vida fez a felicidade, não propriamente das crianças, mas de todos cá de casa.