Blog Widget by LinkWithin

2017-03-28

Se te falasse se me ouvisses eu - Luís de Miranda Rocha

Se te falasse se me ouvisses eu
se te dissesse que diria
que me diria a ti se me
ouvisses mas não ouço eu não sei

não sei de ti perdeu-se-
-me o sentido aqui e não
posso pensar-te onde
há quanto tanto ausente

- há quanto tanto ausente habituei-me
a isto a este estar assim aqui
a que habituei-me entanto não
sei bem ainda como ou sequer se

- se posso como posso passarei
que tempo tanto assim aqui sem que


in Os dias do Amor, um poema para cada dia do ano; recolha, selecção e notas de Inês Ramos; Ministério dos Livros

Luís de Miranda Rocha, nasceu em Mira em 1947, faleceu em Coimbra a 28 de março de 1997