Blog Widget by LinkWithin

2017-02-09

O ESTRANHO - Max Martins

Não entenderás o meu dialeto
nem compreenderás os meus costumes.
Mas ouvirei sempre as tuas canções
e todas as noites procurarás meu corpo.
Terei as carícias dos teus seios brancos.
Iremos amiúde ver o mar.
Muito te beijarei
e não me amarás como estrangeiro.

Max da Rocha Martins (Belém, Pará, Brasil, 20 de junho de 1926 - 9 de fevereiro de 2009)