Blog Widget by LinkWithin

2016-11-22

Perto Do Meu Corpo - Graça Pires (na passagem do 70º aniversário)

Conheço um rio sem destino,
confluência de mágoas e de sonhos,
onde os barcos navegam para o sul.

Perto do meu corpo nada é interdito,
a não ser um súbito verão
prolongado nas franjas da memória.

Amanhece na espessura dos desejos,
como se a madrugada descrevesse
a violência, em rotação azul,
ou crescessem papoilas nos olhos de quem ama.


Graça Pires (n. Figueira da Foz, 22 de novembro de 1946)

Blog da autora aqui