Blog Widget by LinkWithin

2016-11-04

Face - Augusta Faro


Nada me contenta,
em nada me encontro,
quando me virem escutando o canto
das sereias ao meio-dia.

São horas de espanto
de assustada lenda,
que me refletem em ramagens,
brancos os meus cabelos
e dedos barrocos
como rocas e retratos
Quando me virem de boca selada,
um relógio de sol estático
é meu espanto,
nada me contenta,
em nada me encontro.

Augusta Faro Fleury de Melo é natural de Goiânia, Goiás, Brasil onde nasceu a 4 de novembro de 1948.