Blog Widget by LinkWithin

2016-06-12

Choro - Ermelinda Xavier

Ai barco que me levasse
a um rio que me engolisse
donde eu não mais regressasse
p’ra que mais ninguém me visse!

Ai barco que me levasse
sem vela ou remos, nem leme
p’ra dentro de todo o olvido
onde não se ama nem teme.

Ai barco que me levasse
aos tesouros conquistados
por entre esquinas de perigos
dos mil caminhos trilhados.

Ai — onde? — que me levasse
bem dentro de um vendaval…
Barco berço, barco esquife
onde tudo fosse igual.

Ai barco que me levasse
toda estendida em seu fundo!
Nesga de céu a bastar-me
toda a saudade do mundo!

Ermelinda Pereira Xavier nasceu no Lobito, Angola em 12 de junho de 1931.

A Unicepe neste domingo pelas 16h faz o lançamento do livro “BARRO E LUZ”, poesia completa, inédita, de Ermelinda Xavier, no dia do seu 85º aniversário. Capa e arranjo gráfico de Armando Alves.