Blog Widget by LinkWithin

2016-04-13

Cantarei até que a voz me doa, no aniversário de José Luís Gordo, na voz de Maria da Fé



Até que a voz me doa
José Luís Gordo / Fontes Rocha
Repertório de Maria da Fé

Cantarei... até que a voz me doa
P'ra cantar, cantar sempre o meu fado
Como a ave que tão alto voa
E é livre de cantar em qualquer lado;
Cantarei... até que a voz me doa

Cantarei... até que a voz me doa
Ao meu país, à minha terra, à minha gente
À saudade e à tristeza que magoa
Ao amor de quem ama e morre ausente;
Cantarei... até que a voz me doa

Cantarei... até que a voz me doa
Ao amor e à paz cheia de esperança
Ao sorriso e à alegria da criança
Cantarei... até que a voz me doa
Cantarei... até que a voz me doa



José Luís Gordo nasceu em Vila de Frades, Vidigueira, a 13 de abril de 1947 (autor do poema)