Blog Widget by LinkWithin

2012-01-24

SÚPLICA A EROS - António Manuel Couto Viana

Quando regressa? É tão tarde!
A minha vida está suspensa.
O tempo arde.
A noite é imensa.

Conto os minutos pelo espelho.
A minha imagem, como foge!
Amar a morte é amar um velho.
Amar teu rosto é nascer hoje.

Quando regressas? Inquieta,
A inspiração anda a buscar-te.
Acode ao poeta! Acode ao poeta
Que faz do amor motivos d'arte.


in 366 poemas que falam de amor, uma antologia organizada por Vasco Graça Moura, Quetzal Editores

António Manuel Couto Viana (n. Viana do Castelo, 24 de Janeiro de 1923 - m. Lisboa, 8 de Junho de 2010) .

Ler do mesmo autor, neste blog: No Bazar; 23


1 comments:








BARCAROLA

disse...

Perfeito! Como sempre!