Blog Widget by LinkWithin

2010-10-09

Filho do povo criado nas alturas - Luís Veiga Leitão

Filho do povo criado nas alturas
com pinheirais em torno e um vento cru
rachando a solidão das fragas duras
que nos tratam por tu.
Daí
esta sede saibrosa que nos cresta
(nem sei ó meu irmão como tu medras)
Daí
esta fome surda de giesta
comendo a terra das próprias pedras
Filha dos montes que não tem nome
e pastora de um corpo a ver que o rebanho
do tempo breve come.
Um relâmpago a tua formosura.

In Dispersas

Luís Maria Leitão mais conhecido pelo pseudónimo de Luís Veiga Leitão, nasceu em Moimenta da Beira a 27 de Maio de 1912 e faleceu em Niterói a 9 de Outubro de 1987


1 comments:








Marta

disse...

Boa Noite, não conhecia o poeta...
Poema simples, sincero...
Gostei muito...
Beijos e abraços
Marta