Blog Widget by LinkWithin

2009-07-31

Musical Pool (III)

The second musical pool by Nothingandall put in confront two versions of a Portuguese hit Gaivota. Was accounted (only) seven votes from different IP's. The result was

Gaivota by Amalia Rodrigues 5 votes
Gaivota by Hoje 2 votes

We leave here the two versions:
Gaivota - Amália Rodrigues


Gaivota - Hoje


For the third musical pool we choose I'm your man sung by Leonard Cohen (of course) and the other version is by Michael Buble. You can vote on the right side bar in your preferred version. Thank you!

Read More...

Leonard Cohen in Lisbon - Thank you !!!

Leonard Cohen in Pavilhão Atlântico 2009.07.30 foto by Luís F. Semana

O cantautor canadiano Leonard Cohen, nascido em 21 de Setembro de 1934, teve um "warm welcome in the peaceful Lisbon". Se há cerca de um ano atrás (19 de Julho de 2008) no Passeio Marítimo de Algés deu um espectáculo memorável, segundo dizem as críticas e eu não assisti, desta vez não quiz perder a possibilidade (provavelmente irrepetível) de assistir ao vivo a um show do cantor e poeta que aprendi a gostar desde a adolescência onde a velha cassete virava e revirava os metros de fita enquanto largava os sons de Suzanne e So long Marianne...

Não sei (porque pessoalmente não tenho o termo de comparação e as críticas do espectáculo de há algumas horas ainda não deram à estampa) se este espectáculo foi melhor ou pior do que o de há um ano. Para mim fica, porém, a experiência inolvidável de ter ouvido músicos exímios e de uma envolvência que me deixou com uma sensação inefável... às vezes esfusiante, mais frequentemente melancólica.

Num pavilhão Atlântico praticamente esgotado Leonard Cohen começou com Dance me to the end of love e cantou na primeira parte, entre outras, Bird on Wire, Everybody Knows, In My Secret Life ... No fim da primeira parte já estava conquistada a simpatia do público (antes do espectáculo já estava digo eu...), mas foi a segunda parte que entusismou e empolgou o público, com sucessos como Suzanne, Hallelujah e I'm your man muito aplaudidos com este último a merecer especialmente o delírio do público feminino (If you want a lover /I'll do anything you ask me to/And if you want another kind of love/I'll wear a mask for you/If you want a partner/Take my hand/Or if you want to strike me down in anger...).

De apresentação sóbria, de chapéu, Cohen disse mais do que uma vez ser um privilégio actuar em Lisboa e... mostrou a voz de sempre.

Já depois de fazer menção de deixar o palmo surgiu So long Marianne, First We Take Manhattan, If it is Your Will (de que recitou o início em jeito de oração, deixando a interpretação para as suas "assistentes vocais"), It´s Closing Time, para terminar com I tried to leave you e Whither Thou Goest (esta com todos os elementos do grupo a cantar a cappella).

Cohen visivelmente agradado com o espectáculo e a recepção do público não deixou de proferir umas palavras finais: para nos acautelarmos lá fora com o tempo e não apanharmos nenhuma gripe e votos de «take care yourself and be kind».

Cohen! Thank you very much, I know you're kind so... please take care yourself too!

E deixo-os com Future (em Dublin. Jul 2009) que Cohen também interpretou agora em Lisboa.

video

Read More...

Não Tinha - Angelo de Lima (na passagem de mais um aniversário do poeta)

Narcisos - Oleo/Lienzo (146x97), by Nanci Caro

Não tinha esse perfume, dos Narcisos!...
Nem o calor fervente dos Abraços!...

Aquela, a quem um dia abri os braços...
- que me encantava a alma de sorrisos!...

- Vi seus olhos, então!... - os lagos lisos
Não são mais cristalinos...nem mais frios!...

- Pobres Almas de Moços... - Balbucios
E Inocentes! - e ínscios!... - E indecisos!!!...

extraído de 366 poemas que falam de amopr, uma antologia organizada por Vasdco da Graça Moura, Quertzal Editores

Ângelo Vaz Pinto Azevedo Coutinho de Lima (n. no Porto a 31 Jul 1872; m. em 14 Ago 1921).

Read More...

Mar Sonoro - Sophia de Mello Breyner Andresen

In Oceanário de Lisboa - foto by Luis F. Semana

Em jeito de roteiro ( e para memória futura) de uma fugaz passagem por Lisboa ontem em dia de férias, fica, como primeiro quadro, a inseparável do mar poesia de Sophia.

Read More...

On this day in History - Jul 31

Read More...

Uma tarde no Oceanário de Lisboa

Pinguim (Oceanário de Lisboa)

Sabia que no reino dos peixes também há palhaços? Pois... e se nos humanos estes gostam de se misturar com as crianças no caso dos peixes-palhaços o convívio é com as anémonas do mar ou mesmo com corais. Será que os movimentos das anémonas são apenas a expressão equivalente do riso das crianças face às traquinices e aos fatos coloridos dos (peixes)-palhaços?



E agora fica uma imagem ternurenta das lontras brincalhonas...


Desde as diferentes espécies de peixes, passando pelos pinguins (imagem acima), pelo convívio de peixes com corais até à imagem que ficou-nos mais cativa de duas lontras abraçadas, o Oceanário de Lisboa proporciona uma tarde bem passada de contacto com a Natureza (é certo fora do seu habitat natural, mas num reconstituído de modo cuidadoso), o mar e a poesia ...pois claro da Sophia de Mello Breyner Andresen.

Fotos: Luís Filipe

Read More...

2009-07-30

Happy birthday - Jaime Pressly

Jaime Pressly high resolution wallpaper

Read More...

Pequeno poema didático - Mário Quintana

Relógio antigo de parede


O tempo é indivisível. Dize,
Qual o sentido do calendário?
Tombam as folhas e fica a árvore,
Contra o vento incerto e vário.

A vida é indivisível. Mesmo
A que se julga mais dispersa
E pertence a um eterno diálogo
A mais inconseqüente conversa

Todos os poemas são um mesmo poema,
Todos os porres são o mesmo porre,
Não é de uma vez que se morre...
Todas as horas são horas extremas!


in Poesia Brasileira do Século XX, dos Modernistas à Actualidade. Direcção, Introdução e Notas de Jorge Henrique Basto, Edições Antígona, Lisboa

Mário Quintana (n. in Alegrete, Rio Grande do Sul a 30 Jul 1906; m. em Porto Alegre, Rio Grande do Sul a 5 de Maio de 1994).

Ler do mesmo autor:
O Poema

Read More...

On this day in History - Jul 30

Read More...